InicioAngolaSociedadeMais de 500 mil postos de trabalho foram criados de 2009 a...

Mais de 500 mil postos de trabalho foram criados de 2009 a 2011

Quinhentos e 96 mil 176 postos de trabalho foram gerados em todo o país de 2009 até 2011 pelos vários sectores registados no Ministério da Administração Pública, Emprego e Segurança Social (Mapess), informou hoje, terça-feira, em Luanda, o director Nacional de Emprego e Formação Profissional, Leonel Bernardo.

Leonel Bernardo prestou a informação à Angop, à margem do encontro sobre “Dados numéricos do mercado de emprego”, realizado pelo Mapess, desde segunda-feira.

Segundo o responsável, os sectores que mais geraram emprego foram o do comércio, agricultura e pescas, seguido o da hotelaria e turismo.

“É claro que temos vindo a registar tendência de crescimento em outros sectores da economia, mais o que nos importa pedirmos é que continuem a trabalhar para registar melhorias em todos os sectores”, acrescentou.

De acordo com ele, a província de Luanda é a que mais emprego tem gerido, seguindo-se as de Benguela e Huíla.

“O nosso país tem registado um nível de desenvolvimento e crescimento através das condições que tem se criado, esperamos que a geração de emprego continue a aumentar cada vez mais a nível nacional”, referiu.

O encontro tem como objectivo a troca de experiências no tratamento de dados numéricos do mercado de emprego, consolidar os procedimentos relativos a recolha de tratamento dos dados numéricos do mercado de emprego, bem como avaliar a evolução dos dados numéricos do mercado de emprego dos sectores de 2009/2012.

No encontro, que encerra hoje, participam directores dos Gabinetes de Estudos, Planeamento e Estatística, directores provinciais da Administração Pública, Emprego e Segurança Social, responsáveis dos serviços provinciais do Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (Inefop), entre outros.

Fonte: Angop

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.