InicioAngolaMaior cobertura para Quilengues

Maior cobertura para Quilengues

Um emissor FM de um quilowatt, com um raio de cobertura superior a 100 quilómetros, foi inaugurado sexta-feira no município de Quilengues, 153 quilómetros a norte da cidade do Lubango, pelo governador provincial da Huíla.
O governador Isaac dos Anjos considerou a abertura do emissor de Quilengues um passo significativo para a liberdade de expressão e de opinião. “Os cidadãos da localidade têm um espaço em que a sociedade pode debater os seus problemas e divulgar e transmitir as acções do Executivo”, referiu.
A inauguração do emissor da RNA em Quilengues, referiu, enquadra-se  no Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza, porque através da rádio “é possível chegar mais próximo das comunidades para mobilizá-las”.
“Podemos usar a rádio no combate às doenças mais comuns, através das campanhas de vacinação contra a poliomielite, tuberculose e educação contra o VIH/Sida”, afirmou Isaac dos Anjos. O administrador para a Informação da RNA, Eduardo Magalhães, disse que a instalação do emissor, no âmbito do programa de expansão e melhoria do sinal em todo o território do país, responde às obrigações constitucionais do serviço público da radiodifusão no direito de informar e formar os cidadãos.
Eduardo Magalhães disse que as prioridades do serviço público estão viradas para o desenvolvimento do país, o reforço da unidade e identidade nacional e preservação da integridade territorial. O posto de Quilengues vai promover as línguas nacionais, o respeito dos valores éticos, sociais e a educação cívica e eleitoral. O director da Rádio Huíla, Alves António, informou que estão em curso acções que visam a melhoria do sinal da rádio nos municípios de Chipindo, Chicomba e Caluquembe.

Edições Novembro

O administrador municipal, Armando Vieira, afirmou que a população de Quilengues está bem servida em termos de informação, com a distribuição dos títulos da Edições Novembro, Jornal de Angola, “Jornal dos Desportos”, “Jornal de Economia e Finanças” e “Cultura”.
Armando Vieira disse que a distribuição dos jornais atinge as comunas do município, o que permite os populares estarem informados sobre os vários acontecimentos da província e do país em geral. “Os alunos de vários níveis de ensino consultam com regularidade os jornais colocados na biblioteca municipal”, salientou.
A distribuição diária dos jornais, disse, está a cultivar o gosto pela leitura dos jovens e adultos que encontram nos títulos da Edições Novembro conteúdos úteis para enriquecer o processo de ensino e aprendizagem.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.