InicioAngola"Primavera Global" começa hoje em todo o mundo

“Primavera Global” começa hoje em todo o mundo

O movimento “indignados” organiza a partir de hoje e até terça-feira a “Primavera Global” em mais de 250 cidades em todo o mundo, incluindo sete cidades portuguesas, em protesto contra a crise e as medidas de austeridade.

Democracia real, mais justiça social, distribuição da riqueza, e ética  pública são algumas das questões comuns aos vários movimentos que esperam  mobilizar até ao dia 15 milhares de pessoas em todo o mundo.

Em Portugal, onde a manifestação de 12 de Março de 2011 da “geração  à rasca” inspirou as concentrações em Espanha no mesmo ano, os desfiles,  debates e assembleias populares vão realizar-se em Braga, Porto, Coimbra,  Santarém, Lisboa, Évora e Faro.

Na Grécia onde a população está sujeita a drásticas medidas de austeridade  e onde ainda se espera a formação de um novo governo, está prevista uma  concentração na Praça Sintagma (Praça da Constituição) frente ao Parlamento  organizada pelo “Fórum Ágora de Atenas”.

Em Espanha, os “indignados” têm previstas manifestações, reuniões e  assembleias em diversas cidades do país, destacando-se a concentração marcada  para hoje na praça Puerta del Sol em Madrid, onde no dia 15 de maio de 2011  começou um acampamento de protesto e que deu origem ao movimento 15M e que  juntou milhares de pessoas.

Na Alemanha, em Berlim os manifestantes vão tentar formar uma estrela  de cinco pontas que parte depois para cinco pontos da cidade vindo mais  tarde a reagrupar-se na Fonte de Neptuno, em Alexanderplatz e estão ainda  marcadas manifestações em Dusseldorf, Frankfurt, Munique, Hannover, Gotinga,  Erfurt e Bochum.

Em França, a manifestação dos indignados tem como mote: “Um vento de  indignação corre por todo o mundo”.

No centro de Paris, onde os manifestantes já difundiram a mensagem de  que “votar não basta” vão realizar-se assembleias e debates sobre a educação,  saúde, meios de comunicação social e justiça.

No Reino Unido, o movimento “Occupy London” convocou para a Praça de  S. Paulo, na “city” londrina uma manifestação que vai percorrer toda a zona  onde estão localizadas instituições bancárias que de acordo com os “indignados  britânicos” constituem um por cento da população que provocou a crise económica  e que continua a beneficiar da atual situação.

O movimento londrino apelou aos simpatizantes para levarem tendas e  assegurou que os métodos de protesto vão ser “pacíficos e criativos”.

Na Irlanda, o grupo “Real Democracy Now Ireland” convocou manifestações  em Dublin e em Cork e está a pedir através das redes sociais a ocupação  pacífica das ruas durante uma jornada que vai decorrer sob o lema “Não somos  nem propriedade dos políticos nem dos banqueiros”.

Em Itália, os “Indignados” convocaram uma manifestação em Roma a que  chamam “Olimpíada dos Direitos” junto às ruínas do Coliseu onde vai realizar-se  uma assembleia e debates de reflexão sobre o estado da democracia e o estado  da economia.

Na Europa Central e de Leste estão planeadas concentrações, hoje, nas  principais praças de Viena, Budapeste, Bratislava, Bucareste, Belgrado e  Sofia.

Nos Estados Unidos, há marchas previstas em Detroit, Chicago e Nova  Iorque, cidade onde em 2011 mais de 10.000 pessoas se manifestaram nas ruas  do centro financeiro onde exigiram que a banca deve pagar pela crise que  ela própria provocou.

Fonte: SIC Noticias

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.