InicioEconomiaGás natural é mais-valia

Gás natural é mais-valia

O presidente do Conselho de Administração da Sonangol, Francisco de Lemos Maria, afirmou que a monetização do gás natural vai permitir adicionar um volume substancial de recursos à produção de hidrocarbonetos.
O responsável da petrolífera, que discursava na Conferência e Exposição Internacional de Petróleo e Gás, disse que a contribuição dos investidores tem permitido estabilizar a produção nacional do petróleo bruto e do gás natural. “Apesar do ambiente sombrio da economia mundial, o preço do petróleo no mercado internacional satisfaz as nossas aspirações enquanto investidores e como concessionário nacional na arrecadação de recursos financeiros e patrimoniais do Estado”, afirmou.
Francisco de Lemos Maria realçou que o contexto actual reforça a convicção estratégica da Sonangol de ser uma companhia internacional, integrada, de alto desempenho e em conformidade com os padrões internacionais aceites.
Por seu turno, o director executivo da Associação dos Produtores de Petróleo de África (APPA, uma das organizações que patrocinam o evento), Babafemi Oyewole, considerou que as exportações de petróleo e gás desempenham um papel estratégico para os países africanos exportadores e serve também de plataforma para que os países membros daquela associação colaborarem e trocarem conhecimentos e competências. “As exportações de petróleo e gás geram aos países africanos produtores mais de 80 por cento das receitas dos governos”, referiu. Babafemi Oyewole esclareceu que a APPA é uma organização intergovernamental que começou com cinco membros e hoje integra oito. “Estes países representam cerca de 88 por cento da produção de petróleo em África”, disse o director da APPA, acentuando que a associação promove políticas e iniciativas comuns.
O Fundo APPA realiza de três em três anos uma conferência e exposição para que os parceiros possam identificar, valorizar os recursos, as potencialidades e promover as oportunidades para beneficiar as futuras gerações.
Na ocasião, o ministro dos Petróleos, Botelho de Vasconcelos, realçou as significativas descobertas como resultado dos grandes esforços exploratórios empreendidos no sector petrolífero angolano. “O desenvolvimento e produção ditaram a necessidade da materialização dos projectos Angola LNG, a construção da nova refinaria do Lubango e do Soyo, que constituem excelentes oportunidades para atracção de investimento”, sublinhou.
Alertou para o facto de o desenvolvimento do sector petrolífero e os desafios que se apresentam requererem a observação estrita das normas de segurança e de protecção do ambiente. Nessa perspectiva, garantiu que a elaboração do novo regulamento vai permitir melhorar as práticas do sector no domínio da segurança ambiental.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.