InicioDesportoBasquetebolBabo elogia basquetebol angolano

Babo elogia basquetebol angolano

Alberto Babo, técnico português de 64 anos, considerou equilibrado o Campeonato Nacional de Basquetebol sénior masculino, sobretudo pelo facto dos grandes jogadores não estarem todos na mesma equipa.
Despedido do Petro de Luanda, conforme disse, sem saber o motivo, Babo, que cumpria o seu último ano de contrato dos três que assinou em 2009/2010, defende a dispersão de talentos para bem da modalidade no país.
Na opinião do técnico, a disseminação de atletas só traz vantagens. “Os bons jogadores não podem estar todos no mesmo clube. É necessário vê-los evoluir noutras equipas para bem do basquetebol e da selecção. Porque no final o país sai a ganhar com o investimento feito.”
Apesar de elogiar a qualidade competitiva no BAI-Basket, designação do campeonato angolano, o treinador luso aponta a melhoria das condições de trabalho e a formação académica como pontos fulcrais para elevação da qualidade exibicional e técnica dos jogadores.
“Existem quatro equipas, o Petro, 1º de Agosto, Libolo e Inter, que têm tornado o campeonato competitivo, mas depois há algum desequilíbrio com outras formações, o que é próprio, e acontece em quase todos os países. Este desnível tem de ser combatido, criando aquilo que enumerei, de forma a tornar ainda mais competitivas as provas”, disse.
O ex-técnico do Petro de Luanda, campeão em título, e detentor da terceira edição da Supertaça Compal, prova destinada aos vencedores da Taça de Angola, Portugal e Moçambique, e aos campeões nacionais, defende ainda o envio de jogadores com potencial elevado para países onde os campeonatos são mais competitivos.
“É importante que quem de direito continue a fazer o que fizeram com o Yanick Moreira, o Valdelício Joaquim e outros, que foram enviados para os Estados Unidos. Sendo este o país com o melhor basquetebol do mundo, a ida de jogadores angolanos para lá é, com certeza, o melhor. Na América, estes talentos vão aumentar a sua qualidade e capacidade e num futuro próximo Angola sai a ganhar com o investimento”, aconselhou.

Quanto à possibilidade da sua ex-equipa conquistar o nacional maior da bola ao cesto, Alberto Babo é de opinião que o Petro tem condições de o fazer, embora atribua maior favoritismo ao Recreativo do Libolo.
“O Libolo é neste momento a equipa com maior probabilidade de vencer o campeonato. O Petro e o 1º de Agosto ainda têm uma palavra a dizer. Aliás, quando programámos a época foi com o objectivo de nesta altura estarmos bem e em condições de lutarmos pelo título. O Inter, depois da derrota contra o Petro, está praticamente arredado”, concluiu.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.