InicioAngolaUcrânia: Yulia Tymoshenko interrompe greve de fome

Ucrânia: Yulia Tymoshenko interrompe greve de fome

A ex-primeira-ministra da Ucrânia, em greve de fome desde 20 de Abril, deixou a prisão para ser internada, o que pôe fim ao seu protesto.

A ex-primeira-ministra ucraniana Yulia Tymoshenko, presa e em greve de fome desde o dia 20 de abril, foi hoje transferida da prisão de Kharkiv para ser internada num hospital daquela cidade do Leste da Ucrânia, pondo fim ao seu protesto.

A informação foi confirmada em comunicado pelos serviços penitenciários. Segundo acrescentaram, “durante a transferência, a detida não apresentou qualquer queixa ou declaração”.

Testemunhas referidas pela BBC disseram que Tymoshenko deu entrada por uma porta lateral do hospital, fortemente vigiada. A ex-primeira-ministra será agora tratada pelo médico alemão Lutz Harms, o que corresponde à sua exigência inicial de ser acompanhada por médicos independentes.

Enjoos e perdas de consciência

Embora o comunicado da prisão cite os médicos para garantir que o estado de saúde de Tymoshenko não se deteriorou nos últimos dias, a sua filha afirmou que Yulia perdeu dez quilos, sofre enjoos e perdas de consciência.

Yulia Tymoshenko iniciou a greve de fome para protestar contra as agressões que afirma ter sofrido na prisão ao ser forçada a ingressar numa clínica para ser tratada a uma hérnia discal.

A ex-primeira-ministra, de 51 anos, está detida desde agosto de 2011 e foi condenada em outubro a sete anos de prisão por abuso de poder, o que a antiga governante classifica como uma uma vingança pessoal do Presidente Viktor Ianoukovitch.

O caso está a ensombrar a organização do Euro 2012 – que a Ucrânia reparte com a Polónia -, já que vários países ameaçam boicotar o evento. É o caso de Espanha, embora a própria chanceler Angela Merkel tenha já desafiado todos os líderes dos países da União Europeia a tomarem a mesma atitude.

Sobre o assunto, o ministro Miguel Relvas já afirmou publicamente que o Governo não mistura futebol com política.

FONTE: Expresso

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.