InicioDesportoBasquetebolBasquetebol: "Campeonato angolano é muito exigente"

Basquetebol: “Campeonato angolano é muito exigente”

O ex-técnico do Petro de Luanda Alberto Babo afirmou hoje que o basquetebol angolano é muito exigente e extremamente competitivo, destacando também a rivalidade entre os clubes.

Em entrevista à Angop, na qual abordou a saída do Petro de Luanda, a modalidade em Angola, o seu futuro e a selecção nacional, o treinador caracterizou a competição nacional como uma das melhores de África e realçou o nível das equipas.

“O campeonato angolano é muito forte, marcou-me o elevado número de jogos e a rivalidade entre as equipas”, frisou o treinador demitido da formação “petrolífera” depois do terceiro desafio da última fase da prova (dia 2 deste mês).

Sublinhou que os “grandes” jogadores estão divididos entre as melhores equipas, o que proporciona equilíbrio entre elas, mas prejudica as formações com pouco poder financeiro denominadas “pequenas”.

Alberto Babo, de 64 anos de idade, disse que os basquetebolistas angolanos têm uma característica especial e possuem talento natural, elogiando Carlos Morais, Braulio Morais e Roberto Fortes, considerando Olímpio Cipriano “astro”.

“Os jogadores têm algo especial, são talentosos por natureza e não aceitam nunca a derrota e isso lhes torna diferentes de muitos. Às vezes perdem-se, por falta de diálogo e um acompanhamento específico, mas de uma forma geral são muito fortes”, salientou, apontando o lançamento exterior como principal “arma”.

Acrescentou que os basquetebolistas estrangeiros, que actuam em Angola, aumentaram a qualidade da competição, destacando o cabo-verdiano Rodrigo Mascarenhas do ASA. “É um jogador calculista e muito inteligente. Agora a idade já começa a pesar, mas é um grande atleta”, rematou.

FONTE: Angop

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.