InicioAngolaRegiõesONG investe oito milhões de Usd na assistência das famílias vulneráveis

ONG investe oito milhões de Usd na assistência das famílias vulneráveis

Pelo menos oito milhões de dólares foram empregues em 2011 pelas ONG que operam na província do Bié, na assistência das famílias vulneráveis desta parcela do país.

A informação foi avançada hoje, terça-feira, no Kuito, à Angop, pelo coordenador provincial da Unidade Técnica de Coordenação de Ajudas Humanitárias (UTCAH), Feliz Jéngua, frisando que, o valor foi investido na implementação de diversos projectos de impacto social, que visa combater à fome e reduzir a pobreza no seio das comunidades.

Informou que cerca de 350 mil famílias receberam apoios diversificados, através dos projectos de educação, saúde, energia e água, assistência social, construção de infra-estruturas sociais, agricultura e meio de sobrevivência, saneamento básico do meio, desminagem, entre outros.

Afirmou que as famílias também foram contempladas com formação académica, ensino de professores a distância, educação sobre Vih/Sida, distribuição de mosquiteiros para o combate à malária, de alimentos, utensílios domésticos e inputes agrícolas diversos.

Segundo ele, com o mesmo dinheiro, foram igualmente construídas redes de abastecimento de água potável em diversas localidades da província, sensibilização sobre o perigo que representam as minas, o saneamento básico do meio, entre outras acções.

Pontualizou que, a UTCAH controla 25 ONG, entre internacionais, nacionais e outras criadas no âmbito da inteiração com as comunidades denominadas “Associações de Campo”.

Felix Géngua, salientou que, estas ONG desenvolvem trabalhos em prol do desenvolvimento das comunidades, enquadrados no programa do governo que visa combater à fome e reduzir à pobreza no seio da população local.

Admitiu que o conjunto de acções que as ONG têm desenvolvido conta com o financiamento da comunidade internacional, parceria das administrações municipais e, outras associações interessadas no crescimento da província.

Referiu que este programa teve o seu início em 2011 e vai até 2014 e, actualmente, está apenas a beneficiar famílias das sedes municipais, podendo se estender nos próximos meses em todas comunas da província.

FONTE: Angop

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.