InicioEconomiaEconomista considera prematura internacionalização de empresas angolanas

Economista considera prematura internacionalização de empresas angolanas

O economista angolano Carlos Rosado considera que não faz sentido e é prematura a internacionalização das empresas angolanas, de um modo geral, visto que as margens de lucros em Angola são maiores em relação a outros países.

De acordo com Carlos Rosados, que falava à Angop sobre “A internacionalização das empresas angolanas”, do ponto de vista do interesse do país e da estratégia empresarial não faz sentido.

“Uma empresa se internacionaliza porque o mercado interno é escasso e isto não é o caso de Angola, visto que o país tem muita procura internamente”, considerou o economista.

Na sua análise, o economista abre uma excepção para a Sonangol e alguns bancos angolanos, por entender que estes já alcançaram um certo de nível de organização que lhes permite realizar investimentos além fronteiras.

“Faz sentido a Sonangol comprar participações na Galp e investir no Iraque e em outros países, assim como alguns bancos que investem no estrangeiro”, disse, para quem estas empresas já dispõem de um nível de organização que lhes permite gerir os seus activos no estrangeiro.

FONTE: Angop

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.