InicioAngolaRegiõesBengo: vinte novas unidades sanitárias serão construidas este ano

Bengo: vinte novas unidades sanitárias serão construidas este ano

Vinte novas unidades sanitárias serão construídas no decorrer deste ano na província do Bengo, visando a melhoria no atendimento médico da população.

O anúncio foi feito pelo governador da província do Bengo, João Bernardo de Miranda, quando falava domingo no programa “Espaço Público” da Televisão Pública de Angola (TPA).

Informou que em 2011 o governo provincial construiu 37 novas unidades sanitárias no Bengo, realçando que neste momento apenas o município de Bula Atumba não tem um hospital municipal.

Anunciou a construção do centro provincial de sangue, que deverá ser inaugurado por ocasião do Dia Mundial do Doador (14 de Junho), e o depósito de medicamentos.

Sobre a caracterização do sector da saúde na província, o governante disse “será possível” e que as soluções para as doenças passam pela prevenção. Garantiu não existir nenhum município sem médico, nem unidade sanitária sem enfermeiro qualificado. A nível da província existem, segundo o governante, mais de 54 ambulâncias.

A província é servida por 1.083 técnicos de saúde num ratio de um médico para cerca de seis mil habitantes, situação considerada boa pelo governador. “Estamos bem em termos africanos. A meta do Governo central era de um médio para dez mil habitantes”.

João Bernardo de Miranda disse que a rede sanitária da província é constituída por 119 unidades entre postos médicos, centros de saúde e hospitais municipais e regionais.

Recentemente o governo da província do Bengo aprovou a construção dos hospitais Geral da Barra do Dande e Municipal de Nambuangongo.

O Governo do Bengo aprovou igualmente a criação dos centros de Saúde de Quicabo e Kitongola, no município do Dande, de Kicunzo, Zala e Cage Mazumbo, em Nambuangongo e de Gombe-ya-Muquiama, no Pango Aluquém, com os respectivos Estatutos Orgânicos e quadro de pessoal.

Essas unidades sanitárias serão criadas nos termos do decreto presidencial nº 260/10, de 19 de Novembro, que aprova o regime jurídico da gestão hospitalar, decreto executivo nº 53/01, de 7 de Setembro, que fixa as regras básicas para o quadro de pessoal de recursos humanos em saúde, decreto nº 54/03, de 5 de Agosto, que aprova o regulamento geral das unidades sanitárias do serviço nacional de saúde e do decreto nº 4/04, de 27 de Janeiro, que aprova o regime remuneratório dos cargos de direcção e chefia nos estabelecimentos de saúde.

FONTE: Angop

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.