InicioAngolaGeorges Chicoti aborda Guiné-Bissau no Conselho de Segurança da ONU

Georges Chicoti aborda Guiné-Bissau no Conselho de Segurança da ONU

O ministro angolano da Relações Exteriores, Georges Chicoti, encontra-se desde domingo, em Nova Iorque, para discursar hoje na sessão do Conselho de Segurança da ONU, a propósito da situação da Guiné-Bissau.

O ministro angolano vai discursar em nome da CPLP, organização da qual Angola exerce a presidência rotativa.

No sábado, no final de um conselho de ministros extraordinário da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), os responsáveis lusófonos apelam ao Conselho de Segurança da ONU para que “imponha sanções direccionadas a militares e civis implicados no golpe de Estado” de 12 de Abril na Guiné-Bissau.

A CPLP apoia também as “medidas restritivas recentemente adotadas pela União Europeia contra militares guineenses e as sanções da CEDEAO /Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental).

O documento aprovado por unanimidade foi lido por Georges Chicoti, as Relações Exteriores de Angola e recorda os compromissos estabelecidos na ONU e União Africana (UA), “quanto ao acesso ao poder por meios não constitucionais”.

Segundo os ministros lusófonos, “qualquer outra via constituiria um desafio à autoridade do Conselho de Segurança das Nações Unidas”, bem como “uma flagrante violação do princípio de”tolerância zero” da UA e da CEDEAO”.

Uma solução para a crise guineense não prevista na Constituição, segundo o comunicado, seria “um perigoso precedente com o qual a CPLP não se compromete”.

O Conselho de Segurança da ONU reúne-se para discutir o relatório do secretário-geral Ban Ki-moon sobre a Guiné-Bissau.

FONTE. Angop

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.