InicioDestaquesFMI elogia desempenho da economia angolana

FMI elogia desempenho da economia angolana

O chefe de divisão do departamento africano do Fundo Monetário Internacional (FMI), Mauro Mecagni, elogiou sábado, em Ndalatando, Kwanza Norte, o desempenho positivo da economia nacional, devido às boas políticas que estão a ser implementadas pelo Executivo angolano.

Ao falar a jornalistas, no final de uma missão de algumas horas às províncias de Malanje e Kwanza Norte, Mauro Mecagni disse ter ficado impressionado com o nível de desenvolvimento humano, social e das infra-estruturas das localidades em que visitou.

Referiu que a deslocação a estas províncias teve por objectivo a constatação da realidade social destas regiões e enquadra-se num âmbito de uma missão a Angola destinado a avaliar a estabilidade e o índice de desenvolvimento económico do país.

Acrescentou que os resultados da constatação efectuada demonstram que Angola está no “bom caminho”, pois conseguiu implementar políticas apropriadas, sociais “justas” e de investimentos públicos positivas que permitiram manter o crescimento económico.

Mauro Mecagni disse que a instituição continua comprometida em apoiar o programa económico de Angola o qual tem como objectivo fortalecer o crescimento económico e reduzir à pobreza, através da cooperação técnica para fortalecer a criação da capacidade na implementação de políticas económicas e financeiras.

O responsável considera ainda importante que as autoridades angolanas adoptem políticas de melhoria do ambiente de negócios que impulsionem a criação de empregos.

Para si, o FMI concorda com as intenções do governo de promover investimentos públicos, desenvolvimento social e aprofundamento financeiro para aumentar a actividade económica.

Por sua vez, o vice-governador do Kwanza Norte, Manuel Abreu da Silva, informou a missão do FMI que no caso concreto da província, tal crescimento deveu-se ao desenvolvimento das infra-estruturas sociais, sobretudo, as rodoviárias que estão a facilitar a circulação de pessoas e bens.

Esclareceu que anteriormente, devido a problemas de acesso, era oneroso e difícil a execução de obras de grande impacto, sobretudo, nos municípios mais distantes da sede provincial.

“Hoje a realidade é muito diferente, fruto dos investimentos em infra-estruturas rodoviárias, o que permitiu até a fixação de várias empresas na província e que executam diversas obras até mesmo em localidades mais remotas da província”, aclarou.

Considerou positivo a implementação dos programas de investimentos públicos na província, havendo uma correspondência entre as acções preconizadas e o plano de execução física.

FONTE: Angop

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.