- Publicidade-
InicioAngolaSociedadeMinistra angolana destaca projectos do governo no combate à pobreza

Ministra angolana destaca projectos do governo no combate à pobreza

A ministra da Família e Promoção da Mulher, Genoveva Lino, destacou esta segunda-feira, em Nova Iorque, os projectos sociais que estão a ser implementados pelo Governo angolano no país, com vista a erradicar a fome e a pobreza e assegurar o bem-estar da população, sobretudo nas zonas rurais. A informação foi prestada durante a mesa redonda ministerial de alto nível, realizada numa das salas da Organização das Nações Unidas, em Nova Iorque, que serviu para a troca de experiências entre as delegações participantes na 56ª Sessão da ONU sobre o Estatuto da Mulher, aberta no período da manhã.

A governante fez saber que os diversos indicadores sociais recentemente divulgados através do inquérito sobre o bem-estar da população (IBEP/2008-2009), mostram que os níveis de “bem-estar” da população angolana de uma maneira geral, tem vindo a melhorar significativamente nos últimos anos, no que diz respeito aos indicadores de pobreza e de distribuição de rendimento.

De acordo com Genoveva Lino, esta constatação fica clara ao se comparar alguns resultados de pesquisas recentes, tendo como partida, os anos de 2000/2002, e sobretudo este último, por ocasião do alcance da paz no país, onde os índices de pobreza se situavam a volta de 68 porcento da população e um Produto Interno Bruto percapita em dólares americanos cerca de 696,6.

Fez saber que o executivo angolano, com o fito de fortalecer as capacidades das mulheres rurais e suas famílias, tem levado a cabo acções das quais se destacam os programas nacional de micro-crédito, de apoio à mulher rural, municipais integrados de desenvolvimento rural e de combate à pobreza, assim como o fórum da mulher.

O plano de acção sobre a mulher rural é outro instrumento de políticas transversais, orientadas para a promoção da equidade de género, o respeito pelos direitos humanos, a promoção social e económica da mulher rural, no quadro de uma abordagem global e integrada do desenvolvimento sustentável do país.

Angola faz-se presente neste fórum com uma delegação integrada por membros do executivo, deputadas à Assembleia Nacional, técnicos ministeriais, representantes de organizações femininas de partidos políticos e associações profissionais.

Fonte: Angop

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.