- Publicidade-
InicioEconomiaReservas cambiais crescem 53% num ano atingindo em Janeiro USD 26,46 mil...

Reservas cambiais crescem 53% num ano atingindo em Janeiro USD 26,46 mil milhões

As reservas internacionais líquidas (RIL) de Angola atingiram, no final de Janeiro deste ano, USD 26,46 mil milhões, confirmou a O País o Governador do BNA José de Lima Massano. Este valor representa um acréscimo de USD 560 milhões relativamente ao registado em Dezembro de 2011, quando se situavam em USD 25,9 mil milhões, de acordo com as estatísticas preliminares do BNA. Entre Janeiro do último ano e o primeiro mês de 2012 as RIL, que correspondem às reservas cambiais do país, verificaram um crescimento de 53%, tendo vindo sempre a aumentar consistentemente ao longo de 2011, com excepção para os meses de Setembro e Novembro, quando sofreram um ligeiro recuo na sua progressão. Isto significa que as reservas cambiais cresceram, entre Janeiro de 2011 e Janeiro do corrente ano USD 9,19 mil milhões. Registese que as RIL registaram uma quebra acentuada em 2009 mercê do impacto da crise internacional sobre o valor das exportações de petróleo nacional, responsáveis por mais de 90% das receitas em divisas captadas pelo país.

As RIL são, de acordo com Decreto Presidencial nº 253/11 de 26 de Setembro, que aprova o Quadro Conceptual das Reservas Internacionais “activos externos de disponibilidade imediata sob o controlo da autoridade monetária, destinados ao financiamento de desequilíbrios da Balança de Pagamentos, servir de suporte às intervenções do banco central no mercado cambial de modo a influenciar a taxa de câmbio, bem como para outros propósitos tais como garantir a confiança na moeda nacional na economia e servir de referência para obtenção de empréstimos externos”.

As “Reservas Internacionais Líquidas” referem-se às reservas internacionais brutas menos os passivos de contrapartida das reservas, correspondendo estes últimos, também denominados “Obrigações de curto prazo”, às responsabilidades da autoridade monetária para com não residentes cujo prazo é inferior ou igual a um ano. O referido diploma estabelece que o conceito de “Reservas Internacionais Brutas” é sinónimo de “Reservas Internacionais” ou ainda activos de reserva. A composição das reservas internacionais brutas inclui o ouro em barra ou amoedado, diamante lapidado, os direitos especiais de saque (DES), a posição de reserva no Fundo Monetário Internacional (FMI), bem como a moeda estrangeira convertível e outros activos denominados em moeda estrangeira que são imediatamente disponíveis para acudir a necessidades de financiamento da Balança de Pagamentos e a outras situações.

Fonte: Jornal OPAÍS

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.