InicioAngolaProtestos em Cabul provocam grave crise

Protestos em Cabul provocam grave crise

Dois assessores militares norte-americanos morreram ontem durante um tiroteio ocorrido no Ministério do Interior do Afeganistão, no quinto dia de manifestações contra a queima de exemplares do Corão numa base militar norte-americana, informou uma fonte governamental.
“Houve uma troca de tiros dentro do centro de comando do Ministério do Interior e dois norte-americanos foram mortos”, afirmou a fonte.
Testemunhas afirmaram que o tiroteio foi resultado de uma discussão. Horas antes do incidente, três pessoas morreram e 47 ficaram feridas quando milhares de manifestantes cercaram e tentaram invadir um complexo da ONU na província de Kunduz (norte do Afeganistão) para protestar contra a queima de exemplares do livro sagrado do Islão.
Nos quatro primeiros dias de manifestações anti-americanas, no Afeganistão, 27 pessoas morreram e mais de cem ficaram feridas.Na sexta-feira, manifestações aconteceram em vários pontos de Cabul e nas províncias de Baghlan e Kunduz (norte), Bamyan e Ghazni (centro) e Nangarhar (leste).
Na capital afegã, um jornalista da AFP viu as forças do Exército disparar para o ar para afastar a multidão, e depois um homem caído no chão, ferido.
As manifestações começaram depois da oração de sexta-feira, na qual um imã de Cabul incentivou os fiéis a saírem às ruas para protestar contra a profanação do Corão.

Fonte: Jornal de Angola

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.