- Publicidade-
InicioAngolaAnnan nomeado enviado especial

Annan nomeado enviado especial

O antigo secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Kofi Annan, enviado da ONU e Liga Árabe à Síria, pediu ontem que todas as partes cooperem para pôr fim à violência no país e para encontrarem uma solução pacífica para a crise.
Annan foi nomeado pelo actual secretário-geral da ONU e seu sucessor no cargo, Ban Ki-moon, e pelo presidente da Liga Árabe, Nabil Elaraby, na quinta-feira, como enviado especial para a crise síria.
“Estou honrado em aceitar o papel de enviado especial conjunto para a crise síria, e aceito com humildade a confiança que foi depositada em mim”, disse Annan, em declarações feitas a partir da sede da ONU em Genebra.
“Estou ansioso para ter a total cooperação de todas as partes e participantes relevantes no apoio a este esforço unido e determinado das Nações Unidas e da Liga Árabe para ajudar a pôr fim à violência e aos abusos dos direitos humanos, e promover uma solução pacífica para a crise síria”, realçou o antigo secretário-geral das Nações Unidas.
Estas declarações surgiram no dia em que representantes de mais de 70 países se juntaram na capital tunisina numa cimeira liderada pelos EUA e pela Liga Árabe com o objectivo de forçar Damasco a um cessar-fogo. Kofi Annan cumpriu dois mandatos à frente da ONU, de 1997 a 2006 e depois de ficar à margem da actividade do órgão foi chamado em 2008 para mediar uma solução destinada a acabar com a violência sectária no Quénia.

Fonte: Jornal de Angola
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.