- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Outras Reservas itinerantes nos oceanos podem salvar espécies marinhas

Reservas itinerantes nos oceanos podem salvar espécies marinhas

Cientistas norte-americanos afirmam que as áreas de preservação dos oceanos, onde a caça e a pesca não é permitida, precisam de ser móveis para protegerem as espécies marinhas.

A ideia que apenas devem ser criadas áreas fixas de preservação dos oceanos está ultrapassada e não reflecte o comportamento dinâmico de algumas criaturas marinhas, afirmam cientistas da Universidade de Stanford, Estados Unidos.

“Menos de 1 por cento dos oceanos está protegido e os parques marinhos tendem a ser determinados em zonas fixas, como recifes de corais ou montanhas marinhas”, disse o director científico do Centro para Soluções Oceânicas da Universidade de Stanford, Larry Crowder. “Estudos revelam que muitos organismos, peixes, mamíferos marinhos, tartarugas marinhas, aves marinhas e tubarões respondem a traços oceanográficos que não têm um ponto fixo”, afirmou.

Estes são caminhos e correntes, referiu, alteram-se com as estações, de ano para ano, baseados em mudanças climáticas oceanográficas, como o El Niño. Larry Crowder e outros cientistas afirmam que o desafio é tentar determinar um sistema de reservas marinhas que seja tão dinâmico como as criaturas que se tenta proteger. Pesquisas mostraram como é que as espécies marinhas reagem a correntes e caminhos nas águas e como seguem os nutrientes e as redes alimentares que lhes são levados pelo oceano.

As reservas marinhas do futuro, garante Larry Crowder, têm de responder a estas características.

Fonte: Jornal de Angola

- Publicidade -
- Publicidade -

Inapem e BODIVA juntam-se para ajudar empresas a obter financiamentos

A Bolsa de Divida e Valores de Angola (Bodiva) e o Instituto de Nacional de Pequenas e Medias Empresas (Inapem) celebraram um protocolo que...
- Publicidade -

Covid-19: Angolanos na África do Sul lançam “grito” de socorro

Centenas de cidadãos angolanos retidos na África do Sul por força da pandemia do coronavírus voltaram a lançar, nesta quinta-feira, um pedido para o...

Moçambique e África Sul reabrem fronteiras

O presidente da Confederação das Associações Económicas de Moçambique, Agostinho Vuma, acredita que a reabertura das fronteiras entre Moçambique e África do Sul, prevista...

Criada Biblioteca Escolar na Orquestra Camunga

A iniciativa “Um Livro Uma criança Muitas Leituras” criou, na sexta feira, a Biblioteca Escolar da Orquestra Sinfónica Camunga, na Samba, Luanda, com a...

Notícias relacionadas

Inapem e BODIVA juntam-se para ajudar empresas a obter financiamentos

A Bolsa de Divida e Valores de Angola (Bodiva) e o Instituto de Nacional de Pequenas e Medias Empresas (Inapem) celebraram um protocolo que...

Covid-19: Angolanos na África do Sul lançam “grito” de socorro

Centenas de cidadãos angolanos retidos na África do Sul por força da pandemia do coronavírus voltaram a lançar, nesta quinta-feira, um pedido para o...

Moçambique e África Sul reabrem fronteiras

O presidente da Confederação das Associações Económicas de Moçambique, Agostinho Vuma, acredita que a reabertura das fronteiras entre Moçambique e África do Sul, prevista...

Criada Biblioteca Escolar na Orquestra Camunga

A iniciativa “Um Livro Uma criança Muitas Leituras” criou, na sexta feira, a Biblioteca Escolar da Orquestra Sinfónica Camunga, na Samba, Luanda, com a...

Migrantes ilegais fogem de quartel em Tavira

Um grupo de 17 migrantes ilegais fugiu, durante a madrugada desta quinta-feira, do quartel do exército, em Tavira. Oito já foram capturados pelas autoridades, sendo...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.