- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Ministro angolano diz que se o dinheiro não vier para Portugal vai...

Ministro angolano diz que se o dinheiro não vier para Portugal vai para outro lado

O ministro das Relações Exteriores angolano, Georges Chikoti, disse ontem em Londres que se Portugal rejeitar o investimento angolano, este será investido noutro lado, a propósito de declarações recentes do presidente do Parlamento Europeu.

Num debate gravado recentemente em vídeo e noticiado pelo jornal Público, Martin Schulz criticou a visita-relâmpago que o primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho, fez em Novembro a Angola, na qual admitiu ir à procura de capital angolano para as privatizações em curso.

Embora tenha admitido desconhecer as declarações originais de Martin Shulz, o ministro das Relações Exteriores angolano argumentou que “as pessoas querem investir onde há oportunidades” e os “angolanos também”.

“Portugal pode rejeitar, mas o dinheiro vai ter destino na mesma”, respondeu Georges Chikoti à agência Lusa, à margem de uma palestra em Londres sobre a política externa angolana.

Depois da visita-relâmpago a Angola, o presidente do Parlamento Europeu teceu o seguinte comentário: “Passos Coelho apelou ao Governo angolano a que invista mais em Portugal, porque Angola tem muito dinheiro. Esse é o futuro de Portugal: o declínio, também um perigo social para as pessoas, se não compreendermos que, economicamente, e sobretudo com o nosso modelo democrático, estável, em conjugação com a nossa estabilidade económica, só teremos hipóteses no quadro da UE”, disse Martin Schulz.

Mais tarde, o dirigente europeu lamentou o que classificou como uma interpretação errada dos comentários, garantindo que não criticou Portugal, mas sim a falta de solidariedade na Europa.

“Eu não critiquei nem o Governo nem critiquei o país, apenas expliquei que os europeus devem perceber que têm de trabalhar em conjunto”, de modo a que um Estado-membro da União não tenha de se virar para países terceiros em busca de investimentos, afirmou.

Fonte: DN

- Publicidade -
- Publicidade -

Portugal, país euroafricano

Portugal é há muito um país euroafricano não assumido. Vozes como a da historiadora e professora Isabel de Castro Henriques, que estudam as marcas...
- Publicidade -

Reflexões sobre o calendário escolar

Após a realização do diagnóstico sobre o rendimento do Subsistema do Ensino de Base, em 1986, os primeiros sinais de mudança de uma economia...

De números desconhecidos: Burlas por telefone na calada da noite

Edson Cadete disse que alguns amigos aconselharam-no a retomar as chamadas e outros o desencorajaram a fazê-lo. Nós últimos dias cresce o número de pessoas...

Zangam-se as Comadres, Descobrem-se as Verdades!

Empresários nacionais em 2012, segundo o Confidence News, já o denunciavam como sendo, o “homem do Presidente”. Edeltrudes Costa de seu nome, foi vice...

Notícias relacionadas

Portugal, país euroafricano

Portugal é há muito um país euroafricano não assumido. Vozes como a da historiadora e professora Isabel de Castro Henriques, que estudam as marcas...

Reflexões sobre o calendário escolar

Após a realização do diagnóstico sobre o rendimento do Subsistema do Ensino de Base, em 1986, os primeiros sinais de mudança de uma economia...

De números desconhecidos: Burlas por telefone na calada da noite

Edson Cadete disse que alguns amigos aconselharam-no a retomar as chamadas e outros o desencorajaram a fazê-lo. Nós últimos dias cresce o número de pessoas...

Zangam-se as Comadres, Descobrem-se as Verdades!

Empresários nacionais em 2012, segundo o Confidence News, já o denunciavam como sendo, o “homem do Presidente”. Edeltrudes Costa de seu nome, foi vice...

FinCEN Files. Como os grandes bancos facilitaram milhares de milhões de dólares em transferências para criminosos

Mais de dois mil relatórios bancários confidenciais obtidos pelo BuzzFeed News e partilhados com o Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ), do qual...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.