Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

D´Agosto & Petro

Pavilhão do Codenm vai fervilhar com mais um duelo de gigantes

Em sub-rendimento total, a formação do 1º de Agosto recebe hoje, a partir das 18h00, no seu reduto (Pavilhão do Codenm), o arqui-rival Petro de Luanda, em partida de acerto à primeira jornada da 34ª edição do Campeonato Nacional de Basquetebol em seniores masculinos, BAI Basket.

Apesar de estar a atravessar um mau momento neste início de temporada, com cinco provas perdidas, designadamente, a Taça dos Clubes Campeões Africanos, Taça 4 de Fevereiro, o torneio “EME”, a Taça Victorino Cunha e a Supertaça Compal, um clássico é sempre um clássico, pelo que, a partida de logo vai ser jogada sob o signo do equilíbrio.

Mário Palma, que nos últimos tempos se tem queixado muito do seu plantel por entender está muito limitado em termos de “valores individuais”, vai preparar uma equipa que seja capaz de neutralizar o jogo ofensivo da equipa tricolor, dada a motivação com que está, depois da conquista da Supertaça Compal.Gerson Monteiro e Adolfo Quimbamba, ao que tudo indica, podem representar, ainda esta época, o Clube Central das Forças Armadas Angolanas. Gerson tinha anunciado a retirada das quadras, depois de ter sido dispensado do Sporting de Cabinda, ao passo que Quimbamba foi dispensado da formação militar no início da presente temporada.

Com o regresso de Mário Palma ao 1º de Agosto, e face ao sub-rendimento em que a equipa se encontra, estes atletas podem “reforçar” a equipa rubro e negra para o resto da temporada.Esta manhã, os pupilos de Mário Palma realizam no Pavilhão do Codenm o último treino antes do embate deste noite.Miguel Pontes Lutonda, Carlos Almeida, Joaquim Gomes “Kikas”, Felizardo Ambrósio, Reggie Moore, Mário Correia entre outros, são chamados a assumirem o jogo ofensivo da turma militar.

Os petrolíferos da capital estão cientes das dificuldades que vão encontrar no famoso “inferno do Codenm” mas, ainda assim, o discurso no seio do grupo continua a ser o de vitória, como de resto fez saber o seu técnico principal, Alberto Babo.Com o regresso de Braúlo Morais, que foi determinante para a conquista da terceira edição da Supertaça Compal, o técnico viu aumentado o leque de opções da posição um (base).

O público vai seguramente lotar o Pavilhão do Codenm para testemunhar o grande espectáculo que vai ser proporcionado pelos jogadores dos dois emblemas.As duas equipas podem alinhar com o seguinte cinco inicial: 1º de Agosto – Miguel Lutonda, Carlos Almeida, Joaquim Gomes Kikas”, Felizardo Ambrósio e Mário Correia; Petro – Paulo Santana, Carlos Morais, Roderick Nealy, Hermenegildo Mbunga e Cedric Isom. O Recreativo do Libolo do Kwanza-Sul lidera o BAI Basket, com 19 pontos, seguido do ASA, com 18. Petro e 1º de Agosto ocupam as posições imediatas, com 17 e 15 pontos, respectivamente.

Polícias e militares
em vantagem na Taça

As equipas sénior femininas de basquetebol do Interclube e do 1º de Agosto estão em vantagem nas meias-finais da Taça de Angola, após vencerem na segunda-feira, no Pavilhão Anexo à Cidadela, em Luanda, os jogos da primeira-mão.O Interclube derrotou o Grupo Desportivo Juventude de Viana, por 68-37, numa partida em que a norte-americana Danielle Green, ao serviço da equipa da Polícia Nacional, foi a melhor marcadora, com 13 pontos, seguida das suas companheiras Sónia Guadalupe e Tierra Handerson, ambas com 10.

O 1º de Agosto, por seu lado, venceu o Desportivo do Maculusso, por 66-49, com a atleta Eva Silva do Maculusso a destacar-se como melhor cestinha, com 12 pontos.Os desafios da segunda-mão realizam-se hoje, no Pavilhão Dream Space, no distrito urbano de Viana, a partir das 15h30.

Infra-estruturas do país
impressionam técnico do FC Porto

O técnico principal do Futebol Clube do Porto, Moncho Lópes, espanhol de nacionalidade, mostrou-se impressionado com as infra-estruturas para a prática da modalidade.Moncho Lópes fez estas declarações à comunicação social depois da derrota da sua equipa frente ao Petro de Luanda, no domingo, para a final da terceira edição da Supertaça Compal.

“Já passei por vários países, tanto a nível da Europa, como a nível da América, e sinceramente não vi infra-estruturas como as vossas.Por isso, estão de parabéns e devem continuar a incentivar a juventude para a prática da modalidade, porque vocês têm potencial humano”, asseverou Moncho Lópes.

O técnico portista reconheceu que a formação do Petro de Luanda foi um justo vencedor da terceira edição da Supertaça Compal, porque superiorizou-se entre as demais equipas.Quanto ao nível do torneio, considerou-o muito elevado, daí que, apelou às duas federações (Angola e Portugal) e a Compal a manterem a prova por mais anos.A qualidade do basquetebol angolano também mereceu rasgados elogios ao técnico do Porto.“Os jogadores angolanos são tecnicamente bastante evoluídos e não foi por acaso que Angola, durante vários anos, dominou o continente Africano, além de grandes participações tanto em Campeonatos do Mundo, como nos Jogos Olímpicos”, finalizou Moncho Lópes. MC

Apenas um
apito internacional

Do trio de árbitros escolhidos para apitar o clássico dos clássicos de logo, no Pavilhão do Codenm, António Bernardo é o único que possui carteira internacional.António Bernardo, um dos árbitros conceituados da “bola ao cesto”, vai ser coadjuvado por Francisco Tando e Mbunga Pedro, árbitros nacionais de primeira.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »