InicioAngolaCapitais provinciais estarão ligadas por fibra óptica

Capitais provinciais estarão ligadas por fibra óptica

O ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, José Rocha de Carvalho, anunciou esta terça-feira que as capitais das 18 províncias de Angola estarão interligadas por fibra óptica, visando expandir e melhorar os serviços de telefonia e de Internet no país.

O governante dissertou na Conferência sobre as Tecnologias de Informação, enquanto instrumentos ao serviço do desenvolvimento, realizada no quadro da 10.ª edição do Campo Nacional de Férias dos Estudantes Universitários (CANFEU), a decorrer nesta localidade até ao dia 25 deste mês.

Considerou o programa de ligação das capitais por fibra óptica um grande desafio do Governo angolano, a ser implementado em várias fases. «É um projecto, tem diferentes fases e nós estamos muito próximo de o fechar, de termos as dezoitos capitais interligadas por fibra óptica», disse, referindo existir ainda uma fase de teste, de recepção e uma série de trabalhos para que os serviços possam correr com êxito.

O programa envolverá cerca de dez mil quilómetros de fibra óptica até a sua conclusão, devendo posteriormente abranger a ligação entre municípios e comunas, com vista a proporcionar mais serviços em termos de tecnologias de informação e comunicação aos cidadãos, em qualquer parte do território nacional.

Por outro lado, informou que o satélite de Angola poderá estar operacional nos próximos três a quatro anos, na sequência de um programa orçado em 320 milhões de dólares.

«Todas as condições técnicas e comerciais ligadas ao satélite estão resolvidas, já estamos a fazer formação, inclusive de estudantes que hão de trabalhar neste processo», afirmou.

Disse acreditar nos próximos três a quatro anos se possa, se não houver imprevistos, fechar este projecto.

Fonte: Angop/SOL

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.