- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Cultura Alegria do Povo na Nova Marginal

Alegria do Povo na Nova Marginal

Hoje, a partir das 15h00, todos os caminhos vão dar à Nova Marginal da Praia do Bispo, onde os melhores da classe principal de adultos têm a missão de, em aproximadamente 25 minutos cada, arrebatar, com compassos inovadores e canções sobre a realidade nacional, o título ao União Sagrada Esperança.
O desfile competitivo, a ser aberto pelo grupo homenageado deste ano, União Angola Independente, só vai começar às 16h00, quando o papão dos títulos do Carnaval de Luanda, o Mundo da Ilha, mostrar, sobre o rítmico semba, as vantagens de “Paji ya Uába” – termo kimbundu que em português significa “A paz é boa”.
Na ordem do desfile, realizado este ano com o intuito de resgatar a originalidade do Carnaval e preservar os instrumentos tradicionais, o vencedor da edição passada, Sagrada Esperança, é o segundo a passar na pista, com a missão de defender, no estilo semba e o tema “Xalenu mu kuejia” – em português “Fiquem a saber” -, o seu título.
Depois seguem-se os grupos Amazonas do Prenda, que vai fazer uma homenagem aos pais angolanos, com uma particular chamada de atenção aos jovens, e o União Operário do Kabocomeu, o primeiro a dançar a kazukuta hoje, sobre o coro de “Ò Nguma” – “O inimigo”.
Proveniente de Cacuaco, o União Domant é o quinto a mostrar as suas habilidades na Praia do Bispo, aos foliões que estiverem presentes. Na sua terceira participação, o grupo pretende dançar semba pela juventude angolana.
As culturas e as belezas nacionais é o tema do União Geração Sagrada, o sexto a desfilar, que também se propõe dançar o semba. Minutos depois é a vez do Kiela, na mesma cadência do seu predecessor, falar sobre os 10 anos de paz.
A Nova Geração do Mar, que se inspira nos enteados, e o Povo da Samba, que distingue este ano o trabalho dos taxistas, desfilam a seguir, para depouis darem lugar a uma nova passagem de um executante de kazukuta, o União Kazukuta do Sambizanga, que vai analisar as relações amorosas na actual sociedade moderna, no tema “Muhatu ya ku bonga bonga” – em português “Mulher ocasional não lhe faça ciúme”.

O antigamente vai ser o cerne do desfile de hoje do 10 de Dezembro, que promete recordar aos presentes os feitos do Carnaval de outrora, com base num extracto do poema de Agostinho Neto, “Renúncia Impossível”.
A surpresa do dia vai ser o Grupo Carnavalesco do Dungo que dança pela primeira vez no Carnaval de Luanda. No estilo cabecinha/kabetula, o agrupamento de Icolo e Bengo vai destacar as vantagens do novo aeroporto. Os Jovens da Cacimba apresentam-se a seguir, e pretendem, ao longo da sua passagem, realçar, também no estilo semba, a importância da união nacional numa pátria em liberdade.
Depois volta a passar pela pista um outro estreante. O União Nzambas da Quissama que faz, no estilo katutula, um apelo à sociedade civil para lutar contra a fome e a pobreza no país.
O União Njinga Mbande, que conseguiu um lugar entre os melhores ao vencer o desfile competitivo da classe B do ano passado, está encarregado de fechar o acto central, sobre o compasso da cabecinha/kabetula, da canção “Tudiongue – Kenu”.

Ministra faz acertos

A ministra da Cultura, Rosa Cruz e Silva, realizou ontem, às 15h30, uma visita de campo aos grupos carnavalescos dos distritos do Rangel e Viana, para avaliar o andamento dos preparativos dos mesmos para o desfile de hoje.
Na visita, na qual a responsável se fez acompanhar de membros da comissão nacional preparatória do Carnaval, realçou a importância de se resgatarem os valores típicos do Carnaval angolano, por ajudar a distingui-lo dos demais e permitir uma maior valorização da angolanidade e da cultura nacional.
Para a ministra é igualmente fundamental que os grupos procurem, não só defender e salvaguardar a originalidade do Carnaval angolano, mas também transmiti-la às gerações vindouras.

Preocupações

Outro aspecto que tem criado muitas preocupações à organização do Entrudo, além do resgate da originalidade, é o facto de o estilo de dança dominante ainda ser o semba. Os outros, como a kazukuta e a cabecinha/kabetula, continuam a ter um número limitado de intérpretes, o que obriga a uma pesquisa mais profunda dentro do mosaico diversificado da cultura angolana.
Mas destaca a inovação, neste campo, trazida pela introdução de grupos como os de Icolo e Bengo e Quissama, que continuam a preservar alguns dos seus estilos típicos, e trouxeram outra tipologia ao Carnaval deste ano, ao introduzir a dança katutula.

Serviços de emergência

Uma equipa formada por quatro médicos, 18 enfermeiros e seis técnicos do Sistema Integrado de Emergências Medicas (SIEM) está destacada para a Nova Marginal, em Luanda, onde decorre hoje o acto central do Carnaval.
De acordo com o coordenador da equipa do Sistema Integrado de Emergências Medicas no local, António Nambizi, para além dos técnicos vão contar também com o apoio de sete ambulâncias totalmente equipadas para o efeito.
Na Nova Marginal, disse, estão também 68 efectivos do Corpo Nacional de Bombeiros e Protecção Civil com os mesmos objectivos.
O chefe do Posto Comando do Comando Provincial de Luanda dos Bombeiros e Protecção Civil, Evaristo Mutunda, informou que tem disponíveis no local três viaturas para extinção de incêndios, alguns meios aquáticos para controlo da orla marítima e ambulâncias.
A poucas horas para o início do desfile central do Carnaval 2012, que vai ocorrer hoje, é também notória a presença dos efectivos da Polícia Nacional (PN).
No desfile está prevista a disputa de 15 grupos carnavalesco, ao contrário dos anteriores 16, devido a desistência do Unidos do Caxinde da “festa do povo”.

Fonte: Jornal de Angola

- Publicidade -
- Publicidade -

Após ser intimado a depor, Boulos diz que sonho de Bolsonaro é ‘transformar PF numa Gestapo’

Guilherme Boulos (PSOL), ao criticar intimação de Polícia Federal para que explique postagens críticas ao presidente, disse que o "sonho" de Bolsonaro é "transformar...
- Publicidade -

Renamo acusa Frelimo de perseguir seus membros e impedir acções políticas no centro de Moçambique

O presidente da Renamo acusa a Frelimo partido no poder de perseguir os seus membros e impedir a realização da actividade política nas províncias...

PCD, partido de convergência democrática em S. Tomé e Príncipe tem novo líder, Danilson Cotu

Danilson Cotu, foi eleito este domingo Presidente do PCD, partido de convergência democrática em S. Tomé e Príncipe. A sua eleição...

MP denuncia Flávio Bolsonaro por corrupção e diz que senador usou R$ 2,7 milhões de ‘rachadinha’

Nesta segunda-feira (28), o Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou o senador Flávio Bolsonaro e seu ex-funcionário, Fabrício Queiroz, por diversos crimes, acusando...

Notícias relacionadas

Após ser intimado a depor, Boulos diz que sonho de Bolsonaro é ‘transformar PF numa Gestapo’

Guilherme Boulos (PSOL), ao criticar intimação de Polícia Federal para que explique postagens críticas ao presidente, disse que o "sonho" de Bolsonaro é "transformar...

Renamo acusa Frelimo de perseguir seus membros e impedir acções políticas no centro de Moçambique

O presidente da Renamo acusa a Frelimo partido no poder de perseguir os seus membros e impedir a realização da actividade política nas províncias...

PCD, partido de convergência democrática em S. Tomé e Príncipe tem novo líder, Danilson Cotu

Danilson Cotu, foi eleito este domingo Presidente do PCD, partido de convergência democrática em S. Tomé e Príncipe. A sua eleição...

MP denuncia Flávio Bolsonaro por corrupção e diz que senador usou R$ 2,7 milhões de ‘rachadinha’

Nesta segunda-feira (28), o Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou o senador Flávio Bolsonaro e seu ex-funcionário, Fabrício Queiroz, por diversos crimes, acusando...

Catalunha: Quim Torra promete recorrer aos tribunais europeus

Após ter sido notificado da sentença do Supremo Tribunal, ao princípio da tarde, Quim Torra deu uma conferência de imprensa onde descreve a sua...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.