InicioVidaSaúdeInaugurada sala de reanimação pediátrica no Hospital Américo Boavida

Inaugurada sala de reanimação pediátrica no Hospital Américo Boavida

Uma sala de reanimação para o sector pediátrico, que vai atender, em média, 120 crianças/dias, foi inaugurada nesta sexta-feira no Hospital Américo Boavida (HAB), em Luanda.

Na cerimónia, em que participou a directora geral do hospital, Constantina Furtado, e representante de Marketing e Comunicação do Banco Africano Investimento (BAI), apresentou-se os meios técnicos que compõem a sala, tais como bomba de infusão, monitores, ventiladores, seringas eléctricas, aspiradores, entre outros meios.

Segundo a directora clínica do HAB, Lina Antunes, que falava à imprensa, com esta sala, se poderá reverter o quadro crítico das crianças que procuram os serviços desta unidade hospitalar.

“As crianças em estado agudo ou grave passam primeiro por esta sala de reanimação e, só depois de estabilizadas irão a outra sala, onde não necessitarão de tanta vigilância como na primeira”, asseverou.

Adiantou que, com estes meios técnicos obtidos com o apoio do BAI, a equipa medica deverá engajar-se cada vez mais no manuseamento dos aparelhos, bem como ser pró-activa na ingente tarefa de salvar vidas.

“A equipa médica, num número de 28, teve a oportunidade de ser capacitada para lidar com os meios técnicos obtidos. Assim, sendo, temos que ser pró-activos para acudir as crianças enfermas”, focalizou.

Por sua vez, Teresa Gama, directora do Centro de Formação do BAI, informou que a sua instituição tem se engajado no apoio ao domino da saúde, o que se demonstra, por exemplo, pelo patrocínio da construção do centro de cirurgia cardíaca do Hospital Pediátrico David Bernardino.

“Deste modo, a partir de hoje, mais de 120 crianças serão atendidas de forma exclusiva neste sala do HAB com equipamentos que vão contribuir para melhoria no atendimento e funcionamento deste sector premente, ajudando a reduzir o índice de mortalidade infantil, aumentando a qualidade de vida e garantindo um saudável processo de desenvolvimento da criança”, salientou.

No quadro da responsabilidade social, o patrocínio do BAI para a criação desta sala custou USD 75 mil.

Fonte: Angop

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.