InicioDesportoExecutivo reduziu a metade verbas da delegação angolana aos jogos Olímpicos de...

Executivo reduziu a metade verbas da delegação angolana aos jogos Olímpicos de Londres

A missão angolana aos Jogos Olímpicos de Londres viu a sua verba de oito milhões de dólares americanos reduzida para metade, soube a Angop em Luanda no  final de um encontro que reuniu os líderes federativos e a direcção do Comité Olímpico Angolano (COA).
O facto foi dado a conhecer à imprensa por Rui Sancho, porta-voz da segunda Assembleia do Desporto Federado, que decorreu nas instalações do Centro de Formação de Jornalismo (Cefojor), no quadro dos 33 anos de existência do COA, assinalados na sexta-feira.
Rui Sancho afirmou que as federações já foram informadas da alteração do financiamento. “Foi constatada que existe uma redução das verbas que seriam destinadas para a nossa missão olímpica em Londres”, explicou.
Para o dirigente desportivo, é manifestamente baixo o valor disponível, mas a comissão do COA vai trabalhar e espera que haja bom senso para que se possa dar maior dignidade à missão angolana neste evento olímpico. “Vamos tentar renegociar com o Executivo esta verba e tentar também, por outros meios, com patrocinadores, a possibilidade de se complementar”, disse.
Apesar da escassez da verba, informou que não será reduzida a caravana olímpica, porque o objectivo é representar condignamente Angola em Londres.
Rui Sancho acrescentou que a direcção do COA não foi informada sobre os motivos da redução do valor para metade.
A reunião, que decorreu à porta fechada, abordou temas relacionados com a participação de Angola nos Jogos Africanos de Brazaville, em 2015, à luz da nova estruturação do Desporto em África.

No encontro, que contou apenas com a presença de representantes de 13 das 21 federações filiadas no COA, também se falou dos próximos Jogos da Lusofonia, a decorrerem em Goa (Índia) em 2013, cuja planificação deve desde já ser feita pelas federações e o Comité Olímpico Angolano.
O COA criou uma comissão para abordar, nos próximos tempos, as fontes de financiamento para o desporto angolano, sob a coordenação de Pedro Godinho, presidente da Federação Angolana de Andebol.
A comissão é integrada ainda por dirigentes das federações de futebol (FAF), basquetebol (FAB), atletismo, taekwondo, desportos náuticos e xadrez.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.