- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Vida Saúde Telemóveis inseridos no sistema Nacional de Saúde

Telemóveis inseridos no sistema Nacional de Saúde

Um projecto de indicadores de qualidade de saúde através de telemóvel de baixa gama, mesmo sem recurso à Internet, foi apresentado esta quinta feira, em Luanda, pela Direcção Nacional de Saúde Pública.

A apresentação do projecto “Aplicação de Tecnologia Baseada em celulares na produção de indicadores de qualidade da Saúde, uma abordagem a descentralização e municipalização do serviço de saúde” foi presidida pela vice-ministra para a saúde pública, Evelize Frestas.

Este projecto vai ajudar a detenção precoce dos níveis de crescimento ou decréscimo de determinadas doenças, surtos, epidemias, stoks de medicamentos a determinado padrão e a consulta rápida dos dados nos centros de saúde dos municípios, permitindo saber a nível central o que se passa nos centros dos municípios e assim rapidamente poder-se tomar medidas de actuação.

O início do projecto acontece na província do Huambo em Junho do corrente ano, com a recolha de dados sobre a malária, visto que esta província tem registado muitos casos dessa doença. Prevê estender-se em todo país no final do 2013.

Mauro Filipe Bragança, um dos promotores do projecto, explicou que o serviço tem como objectivos específicos criar um sistema de base de dados nos municípios.

O serviço será implementado através da tecnologia GPRS e o próprio telemóvel servirá de servidor, realçando que os celulares de baixa gama, mesmo sem recurso à Internet, terão acesso a este serviço.

Mauro Bragança diz ainda que o sistema é uma mais valia para os serviços de saúde pública de Angola, pois é de baixo custo e elevada eficácia no terreno. Esta tecnologia está a ser implementada apenas em três países e vai permitir maior interface entre os serviço de saúde e a comunidade.

Segundo o coordenador do programa nacional de luta contra a malária, Filomeno Fortes, é colocado um telemóvel com mapa de indicadores básicos a nível dos municípios e o responsável da saúde local semanal ou mensalmente envia os dados através da Internet para a área central do Ministério da Saúde que verifica se existe alguma rotura de medicamento em algum município, levando a actuação imediata das estruturas centrais.

Fonte: Angop

- Publicidade -
- Publicidade -

[Análise] Como estão os líderes empresariais africanos a lidar com a crise do coronavírus?

Pessimismo no futuro imediato, mas confiança no futuro do continente a longo prazo: esta é a conclusão da segunda edição do barómetro sobre o...
- Publicidade -

China garante que OMS deu aval ao uso de vacinas que ainda estão em estudo

As autoridades chinesas dizem que a Organização Mundial da Saúde deu apoio e aceitou a administração de vacinas experimentais que estão a ser desenvolvidas...

Covid-19: Grupo de 34 reclusos infetados foge de prisão no Brasil

Um grupo de 34 presos, infetados com covid-19, fugiu esta terça-feira através de um túnel de uma prisão no Brasil, com graves problemas de...

Zimbabwe aceita devolver terras a fazendeiros brancos

O Governo zimbabweano está a elaborar um plano para possibilitar a devolução, a milhares de fazendeiros brancos, das terras que lhes foram violentamente retiradas...

Notícias relacionadas

[Análise] Como estão os líderes empresariais africanos a lidar com a crise do coronavírus?

Pessimismo no futuro imediato, mas confiança no futuro do continente a longo prazo: esta é a conclusão da segunda edição do barómetro sobre o...

China garante que OMS deu aval ao uso de vacinas que ainda estão em estudo

As autoridades chinesas dizem que a Organização Mundial da Saúde deu apoio e aceitou a administração de vacinas experimentais que estão a ser desenvolvidas...

Covid-19: Grupo de 34 reclusos infetados foge de prisão no Brasil

Um grupo de 34 presos, infetados com covid-19, fugiu esta terça-feira através de um túnel de uma prisão no Brasil, com graves problemas de...

Zimbabwe aceita devolver terras a fazendeiros brancos

O Governo zimbabweano está a elaborar um plano para possibilitar a devolução, a milhares de fazendeiros brancos, das terras que lhes foram violentamente retiradas...

Inacom e parceiros criam plataforma de diálogo

O Instituto Angolano das Comunicações (INACOM), as operadoras e as associações dos consumidores, decidiram, a partir desta quinta-feira, em Luanda, a criação de uma...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.