- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Presidente afegão confirma negociações tripartidas entre Washington, Cabul e os afegãos

Presidente afegão confirma negociações tripartidas entre Washington, Cabul e os afegãos

Hamid Karzai acrescentou que os taliban estão “definitivamente” interessados num acordo de paz.

“Houve contactos entre o governo americano e os taliban, houve contactos entre o governo afegão e os taliban, e houve contactos que mantivemos todos, incluindo os taliban”, disse Karzai durante uma entrevista que decorreu ontem no Palácio de Arg, em Cabul.

O Presidente recusou, porém, fornecer mais detalhes acerca dessas conversações e da localização das mesmas, afirmando que isso poderá prejudicar o processo.

Estas declarações de Karzai são, de certa forma, apaziguadoras, uma vez que sugerem avanço nas negociações de paz numa altura em que o Presidente Barack Obama se prepara para começar a recolher as suas tropas e para transferir as responsabilidades de segurança nacional para o Afeganistão até final de 2014, escreve ainda o “The Wall Street Journal”.

De acordo com o mesmo jornal os encontros entre os taliban e agentes americanos nos meses mais recentes têm-se concentrado na eventual abertura de uma “delegação” dos taliban no Qatar e na eventual transferência de detidos taliban em Guantanamo para esse emirado árabe.

Os EUA têm dado conta destas negociações ao governo afegão mas, até agora, os taliban permaneciam contra qualquer conversação com Cabul, alegando que o governo afegão é um “regime fantoche”.

Karzai revelou agora, porém, que as negociações com os taliban já estão em marcha: “Conversámos com os taliban, conversámos com quase todos os responsáveis seniores”, disse.

O Presidente afegão indicou ainda na entrevista que os EUA aceitaram as prerrogativas e condições do seu governo, incluindo o pedido de representação nas negociações.

Hamid Karzai adiantou ainda que irá pedir ao Paquistão – que os EUA suspeitam que anda a armar e a apoiar grupos militares afegãos – que os ajude a chegar a um acordo de paz com os taliban. “A cooperação do Paquistão tornaria tudo muito mais fácil para nós, para os taliban e para os EUA”, disse.

Hamid Karzai admitiu ainda que os taliban – que continuam a dizer que manterão a ofensiva enquanto houver tropas americanas no Afeganistão – até poderão chegar a aceitar uma presença de longo prazo de militares americanos no país no quadro de um processo de paz duradouro.

“Os afegãos querem a paz, incluindo os taliban. São pessoas como nós. Têm famílias, têm crianças, estão a passar um momento difícil”, disse Karzai. “Há muitas pessoas no seio dos taliban que são filhos desta terra e que não querem que este país, e este povo, sofram”.

Durante a entrevista Karzai sublinhou ainda que pretende manter as boas relações com Washington. “Queremos uma parceria com a América e faremos tudo o que estiver ao nosso alcance para a tornar possível”.

Durante a entrevista Karzai recordou igualmente a relação “calorosa” que mantinha com o ex-Presidente George W. Bush e descreveu o potencial candidato republicano às presidenciais, Mitt Romney, como um “bom homem”, do qual tem “uma boa opinião”.

Karzai, cujo mandato termina em 2014, indicou ainda que não se irá recandidatar à presidência afegã.

Fonte: Público

- Publicidade -
- Publicidade -

Portugal condena ingerência dos EUA

O Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, respondeu, ontem, ao embaixador dos Estados Unidos da América (EUA) em Lisboa, afirmando que “em Portugal...
- Publicidade -

Moradores de bairro lisboeta vivem sem água e deitam dejectos para a rua

A câmara está a estudar um projecto de requalificação mas ainda não tem uma solução para o problema. Em pleno centro de Lisboa, perto do...

Covid-19: Bares e restaurantes encerram 15 dias em Marselha

Os bares e os restaurantes de Marselha fecharam este domingo as portas ao público. Nos últimos dias, a região de Marselha tenta travar a...

Nagorno-Karabakh debaixo de fogo: Arménia e Azerbaijão relatam perdas mútuas em combates

A porta-voz do Ministério da Defesa da Arménia, Shushan Stepanyan, relatou na terça-feira (29) a eliminação de veículos blindados azeris durante combate no começo...

Notícias relacionadas

Portugal condena ingerência dos EUA

O Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, respondeu, ontem, ao embaixador dos Estados Unidos da América (EUA) em Lisboa, afirmando que “em Portugal...

Moradores de bairro lisboeta vivem sem água e deitam dejectos para a rua

A câmara está a estudar um projecto de requalificação mas ainda não tem uma solução para o problema. Em pleno centro de Lisboa, perto do...

Covid-19: Bares e restaurantes encerram 15 dias em Marselha

Os bares e os restaurantes de Marselha fecharam este domingo as portas ao público. Nos últimos dias, a região de Marselha tenta travar a...

Nagorno-Karabakh debaixo de fogo: Arménia e Azerbaijão relatam perdas mútuas em combates

A porta-voz do Ministério da Defesa da Arménia, Shushan Stepanyan, relatou na terça-feira (29) a eliminação de veículos blindados azeris durante combate no começo...

Covid-19: Professores do ensino geral testados a partir de amanhã

Professores do ensino geral, em Luanda, começam a ser testados amanhã, a partir das 8 horas, no Largo das Escolas, junto ao INE-Marista, informou,...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.