InicioMundoPortugueses detidos em desmantelamento de rede ibérica de tráfico de droga

Portugueses detidos em desmantelamento de rede ibérica de tráfico de droga

Foi desmantelada nas últimas horas uma rede de introdução de cocaína na Europa através de Portugal. Os traficantes usavam contentores de pêssegos para esconder a droga. Pelo menos 20 pessoas foram detidas, incluindo portugueses.

A rede de tráfico foi desarticulada numa acção conjunta da Unidad de Drogas y Crimen Organizado, da Polícia Nacional espanhola, da Guardia Civil e da Polícia portuguesa, de acordo com uma notícia avançada pelo jornal El Mundo.

A operação foi conduzida simultaneamente em Portugal (desconhece-se exactamente o local) e nas localidades espanholas de Madrid, Pontevedra, Orense, Valência, Zamora, Navarra, Cádiz, Sevilha e Tarragona, indica o mesmo jornal espanhol na sua edição online.

A organização desta rede de narcotráfico pretendia introduzir na Península Ibérica 250 quilos de cocaína de máxima pureza através de Portugal.

Para transportar a droga sem levantarem suspeitas, os traficantes utilizavam contentores de fruta provenientes da Colômbia. Neste caso em concreto a droga vinha escondida entre carregamentos de pêssegos.

Durante a operação foram igualmente desmantelados vários laboratórios para adulterar a cocaína. Ao “cortar” os 250 quilos de cocaína pura os traficantes poderiam obter três ou quatro vezes mais quantidade, segundo fontes policiais.

Os detidos são de três nacionalidades diferentes: portugueses, espanhóis e colombianos.

A Península Ibérica é a principal via de entrada de cocaína na Europa, embora a África Ocidental seja cada vez mais usada, uma vez que aí o controlo de fronteiras é menos apertado.

Fonte: Publico

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.