- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Regiões Lubango: Requalificação do rio Mukufi

Lubango: Requalificação do rio Mukufi

Em 2010 as autoridades angolanas na cidade do Lubango retiraram dezenas de famílias das margens do rio Mukufi. Habitações foram demolidas numa acção que causou grande controvérsia. Pois agora o governo do Lubango tem planos para a reconstrução da área.
O projecto lançado pelo governador da Huíla, Isaac dos Anjos, está avaliado em mais de 80 milhões de Kwanzas, compreende 18 quilómetros e prevê a construção de vias rodoviárias, passeios e áreas de lazer.
A primeira fase da requalificação do troço de pouco mais de 1 quilómetro liga a Praça João Paulo II aos Laureanos.
O coordenador de obras da empresa Andrade Gutierrez, encarregue pela empreitada, promete entrega e trabalho para a conclusão da obra nos prazos previstos:
“ Vamos fazer o nosso melhor com dedicação e trabalho para que no fim tenhamos orgulho daquilo que vai ser realizado”
Para o especialista em ambiente e ordenamento do território, Silvano Levy, a obra responde a questões de fórum ambiental;
“ Ambientalmente ela satisfaz-nos porque vai contribuir para o melhoramento paisagístico da área e vai dar mais um pico na criação de zonas verdes no meio urbano e isso vai participar na oferta do ar puro ao cidadão”.
O governador da Huíla, Isaac dos Anjos, esclarece que o projecto reflecte a ligação que se pretende estabelecer entre a cidade velha e as chamadas novas centralidades:
“ Como precisamos de fazer a ligação da cidade velha com as novas centralidades nomeadamente a centralidade da Quilemba e a centralidade da Eiwa, ao atingirmos a zona do Mutundo, precisávamos de encontrar as zonas em que com uma menor intervenção e menor custo social em termos de demolições podíamos atingir e conectar as novas urbanizações com a cidade velha”.
Lembrar que foi nas bermas do rio Mukufi onde em 2010 haviam sido retiradas dezenas de famílias alegadamente por razões de segurança, antecedidas de polémicas demolições de casas.

Fonte: VOA

- Publicidade -
- Publicidade -

Guiné Equatorial exige reformas na ONU e critica primazia do poder

O Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, pediu hoje a renovação e modernização do sistema da Organização das Nações Unidas (ONU), tecendo...
- Publicidade -

Jovem malaia luta pelo direito de não usar véu islâmico

A decisão de deixar de usar o véu islâmico e denunciá-lo como uma obrigação patriarcal valeu a Maryam Lee muitas críticas e uma investigação...

Mãe queima mão do filho por furto de telemóvel

Uma cidadã de 27 anos de idade queimou a mão direita do seu filho de 12 anos num fogareiro, no Lubango, província da Huíla,...

EUA: Substituição da juíza Ruth Bader Ginsburg opõe democratas e republicanos

A substituição de Ruth Bader Ginsburg, juíza do Supremo Tribunal Federal de Justiça e ícone progressista a favor dos direitos das mulheres, das minorias...

Notícias relacionadas

Guiné Equatorial exige reformas na ONU e critica primazia do poder

O Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, pediu hoje a renovação e modernização do sistema da Organização das Nações Unidas (ONU), tecendo...

Jovem malaia luta pelo direito de não usar véu islâmico

A decisão de deixar de usar o véu islâmico e denunciá-lo como uma obrigação patriarcal valeu a Maryam Lee muitas críticas e uma investigação...

Mãe queima mão do filho por furto de telemóvel

Uma cidadã de 27 anos de idade queimou a mão direita do seu filho de 12 anos num fogareiro, no Lubango, província da Huíla,...

EUA: Substituição da juíza Ruth Bader Ginsburg opõe democratas e republicanos

A substituição de Ruth Bader Ginsburg, juíza do Supremo Tribunal Federal de Justiça e ícone progressista a favor dos direitos das mulheres, das minorias...

Pandemia transtorna Angola há seis meses

Completam-se hoje, 21 de Setembro, seis meses desde que foram anunciados, pela voz da ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, os dois primeiros casos positivos...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.