- Publicidade-
InicioAngolaRegiõesExames de admissão ao ensino superior registaram grande adesão em Malange

Exames de admissão ao ensino superior registaram grande adesão em Malange

Lídia Branca Augusto Cunge exerce a profissão de enfermeira há três anos. Depois de terminar o ensino médio, foi obrigada a interromper os estudos devido ao reduzido número de vagas para o curso de Medicina e à escassez de instituições do ensino superior em Malange. Hoje, o quadro é diferente, face ao surgimento de vários cursos superiores na província, particularmente o de enfermagem.

Lídia Branca Augusto Cunge candidatou-se para uma das 100 vagas existentes. Com 34 anos, está confiante na passagem nos testes da Faculdade de Medicina de Malange. Também considera que está preparada para a fase de preparação e, fruto disso, acredita que uma das vagas existentes será sua.

“Acredito que vou ocupar umas das vagas, porque preparei-me convenientemente para o exame de aptidão. Quero, desse modo, juntar o útil ao agradável, porque já estou na actividade de enfermagem há mais de três anos”, afirmou.

À semelhança do curso de Medicina, realizou-se também o exame de admissão para os cursos de licenciatura em Pedagogia e Matemática, na unidade orgânica de Malange da Universidade Luegi-a-Nkonde, que conta com 300 vagas para este ano lectivo, nas duas opções.

Zola Maria Vaz Contreiras concorreu para uma das vagas de Pedagogia. Segundo ela, a prova foi acessível e, por essa razão, espera materializar o sonho de ocupar uma das 100 vagas disponíveis.

Depois das inscrições para candidaturas terem ocorrido no dia cinco de Janeiro, os exames de acesso foram realizados na quarta-feira última, 8 de Fevereiro. “Penso ter feito o suficiente na prova para realizar o sonho. Só me resta aguardar pelo resultado positivo”, disse a jovem de 28 anos, que concluiu o ensino médio há sensivelmente um ano. Os cursos de licenciatura em Matemática e Pedagogia da unidade orgânica de Malange da Universidade Luegi-a-Nkonde confrontam-se com dificuldades de falta de instalações próprias, o que impede o alargamento do número de vagas.

Por essa razão, os estudantes dos cursos de Pedagogia e de Matemática continuam a ser inquilinos da Faculdade de Medicina, ocupando algumas salas dessa instituição. De acordo com o coordenador da comissão de gestão dos cursos de licenciatura em Pedagogia e Matemática, Jussema Ebo Kitumba, a Universidade Luegi-a-Nkonde, com sede na Lunda-Norte, precisa de mais 14 docentes. No ano lectivo prestes a começar, os estudantes vão dispor de uma biblioteca e uma sala de informática, com vista a facilitar as suas pesquisas académicas e melhorar o cumprimento do plano curricular.

Fonte: Angop

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

  1. Realmente é uma grande valia para a Província de Malanje. Nós conseguimos atingir os nosssos objetivos que haviamos preconizado. estamos felizes pelo efeito, por isso apelamos ao governo que não deixei de apoiar a faculdade e os Cursos pois um povo educado é uma nação em desenvolvimento…

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.