InicioVidaSaúdeAuto medicação preocupa farmacêuticos

Auto medicação preocupa farmacêuticos

Técnicos de algumas farmácias mostraram-se preocupados hoje, sexta – feira, em Luanda, com a excessiva procura de medicamentos passíveis de prescrição médica.

Segundo a Directora técnica e farmacêutica da farmácia “VIVA”, no bairrro Benfica, Izaldina Sequenha, todos os dias surgem pacientes ou indivíduos a procura de medicamentos sem prescrição ou receita médica, o que indica que não foram consultados por um técnico de saúde.

Dos medicamentos mais procurados sem uma prévia consulta médica, consta anti-hipertensivos, analgésicos, antibióticos, anti-depressivos e medicamentos para impotência sexual.

Acrescentou que, os indivíduos que por ignorância da gravidade e dos riscos que podem advir da prática de uso de medicamentos sem conselho médico, podem contrair problemas como intoxicação, hemorragias, paragem cardio-respiratórias, alergias, choques anafiláticos, impotência sexual, esterilidade e até mesmo a morte.

Izaldina Sequenha acrescenta ainda que o stock de primeiros socorros em casa faz com alguns doentes não vão ao médico, acreditando que um medicamento que fez bem a um familiar, amigo ou colega também os fará bem, porque os sintomas são parecidos. Prática que a farmacêutica discorda, pois é errada porque a dose medicada muitas vezes depende de organismo para organismo.

Está na base dessa prática, segundo a técnica e Directora da farmácia “Coqueiros”, Deolinda João, as facilidades de aquisição dos medicamentos em algumas farmácias, no mercado paralelo, usar receita antigas, acreditando que os sintomas actuais são os mesmos que os anteriores e daí automedicam-se erradamente.

As técnicas afirmaram que não têm atendido pacientes sem receita médica e por vezes aconselham-nos a abandonarem tal prática.

Os farmacêuticos chamam atenção e aconselham os doentes a evitarem a auto medicação e o mínimo sinal de anomalia no organismo deve-se procurar um técnico de saúde para o diagnóstico e o seu tratamento adequado.

A auto medicação é a prática de ingerir medicamentos sem o aconselhamento e/ou acompanhamento de um profissional de saúde qualificado, em outras palavras, é a ingestão de medicamentos por conta e risco por um indivíduo.

Fonte: Angop

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.