- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia A primeira ameaça ao 'rating' britânico

A primeira ameaça ao ‘rating’ britânico

A razia de ‘rating’ que a agência de notação financeira Moody’s promoveu ontem – e que afectou Portugal -, não afectou o Reino Unido, mas deixou um aviso ao território: o perigo de em breve vir a perder o estatuto de ‘AAA’, a classificação máxima que a sua economia ainda detém.

Na segunda-feira, a Moody’s baixou o ‘rating’ das economias de seis países, com Portugal à cabeça de um grupo de países, também com a Itália, Eslovénia, Malta e Eslováquia, que viram o seu ‘rating’ ser reduzido em um nível, com a Espanha a ser cortada, por sua vez, em dois níveis.

A Moody’s foi assim a primeira agência de notação financeira a ameaçar um corte de ‘rating’ ao Reino Unido, que assim se juntou à França e Áustria no conjunto de países europeus com a classificação máxima em risco. Porém, nem a Fitch ou a Standard & Poor’s, as outras duas principais agências de ‘rating’, fizeram qualquer ameaça oficial à economia britânica.

George Osborne, ministro das Finanças britânico, encarou a decisão da Moody’s como um sério aviso ao Reino Unido. «Foi um acordar para a realidade para quem pensa que o Reino Unido pode evitar um confronto com a sua dívida», disse, em declarações ao Wall Street Journal.

A Moody’s justificou a ameaça ao referir o «fraco ambiente macroeconómico» que poderá afectar a tentativa britânica de reduzir a sua dívida. «Uma combinação entre a crescente trajectória da dívida com o menor do que o esperado crescimento económico colocariam em causa a capacidade do governo [britânico] em reter o seu ‘rating’ AAA», justificou assim a agência.

O Reino Unido passa assim a estar sob alerta, e resta saber se as restantes agências de notação vão seguir o exemplo da Moody’s.

Fonte: SOL

- Publicidade -
- Publicidade -

Falta de apoios é o grande obstáculo da cultura angolana

“A falta de apoios aos projectos culturais tem sido um dos problemas que os criadores nacionais enfrentam”, lamentou o cantor e compositor Filipe Mukenga. Mukenga...
- Publicidade -

Nigéria: Ministério criará plataforma para tirar 100 milhões de nigerianos da pobreza

O Ministério Federal da Ciência e Tecnologia afirma que está a trabalhar num projecto que visa criar uma plataforma, sugerida pelo presidente Muhammadu Buhari,...

Nigéria: Produtores de dendém elogiam Buhari por capacitar os pequenos agricultores

A Associação de Produtores de óleo de palma da Nigéria (OPGAN) elogiou o Presidente Muhammadu Buhari e o Banco Central da Nigéria (CBN) por...

Angola: Onde estão os sindicatos no novo conselho de João Lourenço?

Convidado a integrar o novo Conselho Económico e Social de João Lourenço, o economista Carlos Rosado de Carvalho diz-se "surpreendido" com o número de...

Notícias relacionadas

Falta de apoios é o grande obstáculo da cultura angolana

“A falta de apoios aos projectos culturais tem sido um dos problemas que os criadores nacionais enfrentam”, lamentou o cantor e compositor Filipe Mukenga. Mukenga...

Nigéria: Ministério criará plataforma para tirar 100 milhões de nigerianos da pobreza

O Ministério Federal da Ciência e Tecnologia afirma que está a trabalhar num projecto que visa criar uma plataforma, sugerida pelo presidente Muhammadu Buhari,...

Nigéria: Produtores de dendém elogiam Buhari por capacitar os pequenos agricultores

A Associação de Produtores de óleo de palma da Nigéria (OPGAN) elogiou o Presidente Muhammadu Buhari e o Banco Central da Nigéria (CBN) por...

Angola: Onde estão os sindicatos no novo conselho de João Lourenço?

Convidado a integrar o novo Conselho Económico e Social de João Lourenço, o economista Carlos Rosado de Carvalho diz-se "surpreendido" com o número de...

Bancos africanos são vítimas do ‘rating’ dos países em que operam, diz Moddy’s

Em causa os efeitos e dificuldades resultantes da pandemia de covid-19. A agência de notação financeira Moody's alertou que a análise sobre a qualidade de...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.