InicioAngolaPolíticaAnalisado resultado da Comissão Intergovernamental Angola/Rússia

Analisado resultado da Comissão Intergovernamental Angola/Rússia

Luanda – O ministro de Estado e chefe da Casa Civil da Presidência da República, Carlos Feijó, foi informado sobre os resultados da II sessão da comissão intergovernamental para a cooperação económica, técnico-científica e comercial entre Angola e a Rússia, realizada hoje, terça-feira, em Luanda.
O balanço foi apresentado pelo ministro dos Recursos Naturais e Ecologia da Federação Russa, Yuri Trutnev, durante uma audiência que lhe foi concedida por Carlos Feijó, em representação do Presidente da República e Chefe de Executivo angolano, José Eduardo dos Santos.
Em declarações à imprensa, à saída da audiência, o governante russo considerou que a comissão intergovernamental de cooperação é um mecanismo de concertação que irá contribuir para o incremento da cooperação económica entre os dois países.
Por intermédio do chefe da Casa Civil da Presidência da República, o ministro russo disse ter saudado o estadista angolano, José Eduardo dos Santos, a quem pediu apoio para a concretização dos projectos acordados e os que serão identificados futuramente.
Yuri Trutnev referiu que nas relações internacionais entre estados, o entendimento mútuo é um elemento primordial, sublinhando que a Rússia e Angola manifestaram-se a favor de trabalhar em projectos concretos, vaticinando que os mesmos criarão novos empregos e proporcionarão um rendimento adicional à economia de Angola.
Yuri Trutnev esteve acompanhado pelo embaixador da Rússia em Angola, Serguey Nenáchev.
A I sessão da comissão intergovernamental Angolano/Rússia para a cooperação económica, técnico-científica e comercial ocorreu em Novembro de 2005, em Moscovo, capital russa.
Fonte: Angop

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.