- Publicidade-
InicioEconomiaVolume de negócios Angola-Rússia atinge USD 40 milhões

Volume de negócios Angola-Rússia atinge USD 40 milhões

As trocas comerciais entre Angola e Rússia atingiram aproximadamente, até ao terceiro trimestre de 2011, 40 milhões de dólares norte-americanos, revelou hoje, em Luanda, o embaixador da Federação russa em Angola, Serguey Nenáchev.

O diplomata prestou essa informação à imprensa, à margem da II Sessão da Comissão Intergovernamental Para a Cooperação Económica, Técnico-científica e Comercial entre a República de Angola e a Federação da Rússia, que vai decorrer até ao dia 14 deste mês.

Apesar de não dispor ainda de dados estatísticos globais de negócios realizados no ano transacto, o embaixador sublinhou que as trocas comerciais entre Angola e Rússia não são significativas.

Na óptica de Serguey Nenáchev, as trocas comerciais entre a República de Angola e a Federação Rússia não correspondem às necessidades e possibilidades existentes entre os dois Estados.

Referiu que ao analisar as relações económicas é preciso ter em conta que a estrutura de comércio exterior dos dois países é igual, porque Angola e Rússia produzem e exportam petróleo, gás e diamantes.

“É muito importante comparar as trocas comerciais entre Angola e Rússia e de ambos com outros países”, concluiu o embaixador, acrescentando que existem entre as partes mais de 40 acordos em vigor que abrangem todas as áreas de cooperação.

Serguey Nenáchev disse ainda esperar que no final do encontro estabeleçam mais acordos que vão servir de base para o aumento da cooperação entre os dois estados.

Na reunião de hoje, os técnicos de ambos países vão discutir, em vários grupos de trabalho, aspectos relativos à cooperação técnico-científica e comercial nos domínios da Energia, Recursos Naturais, Águas, Geologia e Minas, Indústria, Petróleos, Agricultura, Transportes Pescas, Comércio, Ensino Superior Ciência Tecnologia, e Jurídico institucional.

Para terça-feira, dia de encerramento da II sessão, a agenda prevê a reunião dos ministros dos diversos sectores dos dois países.

Fonte: Angop

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.