InicioEconomiaAngola já é o quarto maior parceiro comercial português

Angola já é o quarto maior parceiro comercial português

Exportações portuguesas tiveram em 2011 o melhor resultado em 15 anos, com Angola a ultrapassar a Itália no ‘ranking’.

O impacto da austeridade europeia sente-se cada vez com mais força nas exportações nacionais. As vendas de bens portugueses para a Europa desaceleraram no final do ano passado e, contando apenas com o mês de Dezembro, a variação homóloga até foi negativa. Com o Velho Continente mergulhado na austeridade, começam a ganhar relevância outros mercados de destino, como é o caso de Angola, que se tornou no ano passado no quarto maior parceiro comercial português.

Em 2011, as exportações portuguesas para Angola somaram 2.337 milhões de euros, mostram os dados do comércio internacional, publicados ontem pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O valor representa um aumento de 22% face a 2010 e ajudou a colocar a economia angolana como o quarto principal mercado destino dos produtos portugueses.

O pódio dos maiores parceiros continua inalterado: Espanha é de longe o mercado que mais absorve produtos nacionais, seguindo-se Alemanha e França. Mas Angola está agora no quarto lugar – em 2004, ainda estava em nono -, anteriormente ocupado por Itália. Mais: as vendas para a economia italiana desaceleraram de tal forma que esta ocupa agora o sétimo lugar da lista dos principais mercados portugueses, atrás do Reino Unido e dos Países Baixos. Os dados do INE mostram a crescente relação comercial entre Lisboa e Luanda, numa altura em que a crise na Europa está a provocar danos colaterais no comércio externo. Nesse sentido, note-se que desde 2007 que Portugal não tinha um país fora da UE entre os cinco maiores parceiros comerciais.

Fonte: Económico

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.