InicioMundoAlemanha expulsa membros da embaixada síria, suspeitos de espionagem

Alemanha expulsa membros da embaixada síria, suspeitos de espionagem

A Alemanha expulsou do país quatro funcionários da embaixada Síria em Berlim por suspeita de espionagem, de acordo com o anúncio feito nesta quinta-feira pelo ministro da Relações Exteriores, Guido Westerwelle.

Na terça-feira dois agentes, um de 34 anos e outro de 47 anos, foram detidos, após terem tido suas casas revistadas, suspeitos de terem trabalhado durante anos para um serviço de espionagem sírio, transmitindo informações sobre militantes da oposição síria no país. No mesmo dia, o embaixador sírio foi convocado pelo chefe da diplomacia alemã. Outras seis pessoas tiveram suas casas revistadas, mas não foram detidas.

Westerwelle precisou que o embaixador sírio foi informado e que as expulsões foram notificadas, na quinta-feira. As famílias dos envolvidos têm três dias para deixar o território. Segundo ele, a decisão está ligada diretamente ao contesto político do governo de Bashar al-Assad.

Depois de ter mantido contato telefônico com seu homólogo russo, Sergueï Lavrov, na quarta-feira e com o secretário-geral da Liga Árabe, Nabil Al-Arabi, nesta quinta-feira, o chanceler reforçou o compromisso com o povo sírio e reafirmou seu apoio a uma missão conjunta da Liga Árabe e das Nações Unidas, como uma solução concreta para o fim da crise na Síria, onde a repressão do governo no poder aos opositores já fez mais de 5 mil mortos.

Fonte: RFI

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.