- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia Brasil: Publicidade na internet deve bater jornais e revistas até 2015, diz...

Brasil: Publicidade na internet deve bater jornais e revistas até 2015, diz consultoria

A publicidade na internet brasileira deve superar os gastos com anúncios em jornais e revistas até 2015, seguindo fenômeno já observado nas economias mais desenvolvidas, segundo a Wark International Ad Forecast, serviço que analisa o segmento,

Pesquisa divulgada nesta semana mostra que os mercados emergentes vão garantir o crescimento da publicidade em 2012. Entre os 13 países pesquisados pela Wark, o Brasil deverá apresentar o quarto maior avanço, 8,5%, atrás de Rússia (16,5%), Índia (14%) e China (11,5%).

No ano passado, o setor de publicidade brasileiro ocupou a mesma posição, com avanço de 7,1%, em um período marcado por decréscimos em algumas das principais economias.

De acordo com o estudo, a internet puxa o crescimento dos anúncios globalmente, com variação positiva nos países pesquisados de 12,6%, seguida por TV (5,3%), Outdoors (5,1%), Cinema (3,8%) e Rádio (2,9%).

Já revistas e jornais deverão apresentar queda em 2012, de 1,2% e 2%, respectivamente, prevê a Wark. No caso do Brasil, o aumento da publicidade online deverá ser de 23,8%, informa a pesquisa. Já jornais e revistas devem avançar 3,6% e 6%, respectivamente.

“E importante lembrar que, embora tenha apenas 6% dos gastos em publicidade no Brasil, a internet cresce muito rápido, de 20% a 50% todo ano desde que iniciamos a pesquisa. Todas as outras mídias estão perdendo participação para o online, principalmente impressos e rádio, embora a TV ainda seja dominante. Imagino que a internet passará os jornais e será a segunda maior mídia em publicidade até 2015”, avalia Suzy Young, editora de Informação da Wark.

Sem surpresa

Embora os gastos com publicidade online nos países pesquisados devam crescer menos em 2012 do que em 2011, quando o aumento foi de 16,6%, o segmento deverá responder por 20% do total investido em anúncios até o fim do ano, informa a Wark.

Entre as chamadas economias desenvolvidas, Alemanha (-0,8%), França (-0,9%) e Itália (-2,3%) apresentarão em 2012 o pior desempenho de sua história na comparação com o ano anterior.

“Com os receios sobre dívida afetando mercados mais maduros e o otimismo de investidores e consumidores, não é surpresa que o crescimento do setor em 2012 venha dos países emergentes”, avalia Young. Ela lembra que as eleições nos Estados Unidos e eventos esportivos como os Jogos Olímpicos evitaram cenário ainda pior.

Young observa ainda que, embora afetado pela recessão na Europa, o Brasil manteve o crescimento da publicidade, o que ocorre há dez anos.

Os gastos no setor no país terão passado de R$ 11 bilhões, em 2003, para R$ 30,1 bi, em 2012, já descontado o impacto da inflação nestes números.

“O investimento estrangeiro na indústria brasileira de comunicação tem impulsionado o crescimento de gastos em publicidade. E vai continuar”, prevê.

A participação do Brasil no total aplicado nos 13 países examinados também vem aumentando: de 3,1%, em 2003, para estimados 4,5%, em 2012.

Os Estados Unidos, cuja fatia passou de 50,4% para 41,6% nos últimos dez anos, vem perdendo espaço para emergentes.

Já a participação da China terá passado de 6,5%, em 2003, para 12,2% em 2012, segundo as séries históricas da Wark.

Fonte: BBC Brasil

- Publicidade -
- Publicidade -

Covid-19: Primeiro-ministro britânico reúne conselho de emergência

O primeiro-ministro, Boris Johnson, vai fazer uma declaração oficial sobre a pandemia de covid-19 no parlamento na terça-feira, após uma reunião do conselho de...
- Publicidade -

Isabel dos Santos nega qualquer ligação a bancos norte americanos e transferências associadas à sua família e ao Estado angolano

Em função da publicação em vários órgãos de comunicação social, nacional e internacional sobre alegados esquemas que associam o nome da empresária angolana Isabel...

Bumba Castro lança “Património Cultural e Desenvolvimento do Turismo”

"Património Cultural e Reabilitação Urbana: Um Caminho para o Desenvolvimento do Turismo em Cidades Históricas" é o título da obra do docente universitário Bumba...

MDM aponta má governação como origem da violência em Moçambique

O presidente do MDM, Daviz Simango, diz que a instabilidade e a violência armada que se registam no centro e no norte de Moçambique...

Notícias relacionadas

Covid-19: Primeiro-ministro britânico reúne conselho de emergência

O primeiro-ministro, Boris Johnson, vai fazer uma declaração oficial sobre a pandemia de covid-19 no parlamento na terça-feira, após uma reunião do conselho de...

Isabel dos Santos nega qualquer ligação a bancos norte americanos e transferências associadas à sua família e ao Estado angolano

Em função da publicação em vários órgãos de comunicação social, nacional e internacional sobre alegados esquemas que associam o nome da empresária angolana Isabel...

Bumba Castro lança “Património Cultural e Desenvolvimento do Turismo”

"Património Cultural e Reabilitação Urbana: Um Caminho para o Desenvolvimento do Turismo em Cidades Históricas" é o título da obra do docente universitário Bumba...

MDM aponta má governação como origem da violência em Moçambique

O presidente do MDM, Daviz Simango, diz que a instabilidade e a violência armada que se registam no centro e no norte de Moçambique...

Covid-19: TAP regressa hoje a Luanda

A Transportadora Aérea de Portugal (TAP) retoma, a partir de hoje (dia 21) os voos comerciais entre Lisboa e Luanda, num dia em que...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.