- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia Atenas sofre pressão de Merkel e Sarkozy sobre plano de rigor

Atenas sofre pressão de Merkel e Sarkozy sobre plano de rigor

Nicolas Sarkozy e Angela Merkel ameaçaram, nesta segunda-feira, privar a Grécia dos fundos prometidos pelos europeus em 2011 caso o país não firme logo um novo plano de austeridade. Sarkozy declarou que é necessário resolver a crise grega “de uma vez por todas”, enquanto Angela Merkel estima que “o tempo corre para Atenas”.

O presidente francês acredita que um acordo nunca esteve tão próximo de ser firmado e que os parâmetros do novo plano estão “sobre a mesa”. “Nossos amigos gregos devem assumir suas responsabilidades votando as reformas às quais eles se engajaram. A Alemanha e a França dizem aos nossos amigos gregos que agora é preciso decidir e que não haverá o desbloqueamento de fundos se as decisões não forem tomadas”, completou.

O presidente francês sugeriu aos gregos que sigam o exemplo do presidente do conselho italiano Mario Monti para combater o individamento de seu país. “Este é o caminho a seguir, não há outro caminho”.

Paralelamente, Merkel declarou que deseja que a Grécia permaneça na zona do euro, mas que ela não imagina um novo plano de ajuda ao país se não houver acordo com a troika.

Reunião adiada

A reunião dos três partidos gregos aliados ao governo de Lucas Papademos para firmar um acordo de um novo plano de austeridade que deveria acontecer nesta segunda-feira foi transferida para amanhã. A equipe do primeiro-ministro grego não informou a razão do adiamento com a aliança governamental formada pelos chefes do partido socialista, Georges Papandreou, conservador, Antonis Samaras, e de extrema direita, Georges Karatzaferis. Em contrapartida, as discussões com a troika formada pela Comissão Europeia, Fundo Monetário Internacional (FMI) e Banco Central Europeu devem acontecer ainda hoje.

As novas reformas impostas pela União Europeia e pelo FMI têm a finalidade de evitar a saída do país da zona do euro. A situação de crise no país é agravada ainda mais com o anúncio de greve geral para esta terça-feira depois que o governo grego anunciou a intenção de reduzir os salários de 20% a 30%.

O objetivo de Papademos é de encontrar um consenso entre partidos e troika sobre as novas modalidades do plano de austeridade grego. Para desbloquear os 130 bilhões de euros, como previsto em outubro de 2011, e reforçar as operações contra os 100 bilhões de euros de dívida grega, a União Europeia exige o engajamento explícito de Papandreou, Samaras e Karatzaferis. Os líderes estariam reticentes em acordar medidas impopulares que podem agravar a recessão no país.

Depois de cinco horas de discussões com os líderes dos partidos gregos no domingo, Papademos constatou a necessidade de um grande volume de economias (1,5 pontos do PIB), a prática de reformas que diminuam os custos de produção e um esquema de recapitalização dos bancos. No entanto, a imprensa europeia aponta que as últimos cortes de gastos devem se concentrar nas aposentadorias, salários e demissões no setor público.

Fonte: RFI

- Publicidade -
- Publicidade -

Aguinaldo Jaime responde à TPA: “A SONANGOL convenceu os poderes públicos para ser ela a assumir a liderança do co-seguro” (Vídeo)

"As AAA não prestavam contas ao regulador. O sistema era opaco" Aguinaldo Jaime até há bem pouco tempo o responsável da ARSEG, a entidade reguladora...
- Publicidade -

Partidos fazem leituras diferentes à Presidência de João Lourenço

O MPLA, a UNITA e a CASA-CE, as três maiores formações políticas em Angola, divergem-se em relação aos três anos de governação de João...

Moçambique não confirma detenção de líder de organização terrorista

O comandante-geral da polícia de Maputo, Bernardino Rafael, não confirmou as informações a circular nas redes sociais que dão conta da detenção em Moçambique...

Com mais armas na mão e um olho na Rússia

A Suécia está a reforçar o poder militar para responder à crescente actividade militar da Rússia e da Organização do Tratado do Atlântico Norte...

Notícias relacionadas

Aguinaldo Jaime responde à TPA: “A SONANGOL convenceu os poderes públicos para ser ela a assumir a liderança do co-seguro” (Vídeo)

"As AAA não prestavam contas ao regulador. O sistema era opaco" Aguinaldo Jaime até há bem pouco tempo o responsável da ARSEG, a entidade reguladora...

Partidos fazem leituras diferentes à Presidência de João Lourenço

O MPLA, a UNITA e a CASA-CE, as três maiores formações políticas em Angola, divergem-se em relação aos três anos de governação de João...

Moçambique não confirma detenção de líder de organização terrorista

O comandante-geral da polícia de Maputo, Bernardino Rafael, não confirmou as informações a circular nas redes sociais que dão conta da detenção em Moçambique...

Com mais armas na mão e um olho na Rússia

A Suécia está a reforçar o poder militar para responder à crescente actividade militar da Rússia e da Organização do Tratado do Atlântico Norte...

Camané, Mário Laginha e Maria Mendes nomeados para os Grammy Latinos

Cerimónia decorrerá a 19 de novembro. Os músicos Camané e Mário Laginha e a cantora Maria Mendes estão nomeados para os prémios de música Grammy Latinos...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.