- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Timor-Leste: Vice-primeiro-ministro é candidato as presidenciais

Timor-Leste: Vice-primeiro-ministro é candidato as presidenciais

O vice-primeiro-ministro de Timor-Leste, José Luís Guterres, entregou ontem no Supremo Tribunal de Recurso a sua candidatura às eleições presidenciais de 17 de Março.
“Apresentámos hoje no Supremo Tribunal de Recurso a lista de apoio à minha candidatura à Presidência da República”, disse à agência Lusa José Luís Guterres.  O vice-primeiro-ministro acrescentou que a sua candidatura é apoiada pela Frente Mudança, formação partidária da qual é fundador, e que conseguiu obter 12.222 assinaturas.
As candidaturas às eleições presidenciais podem ser apresentadas até ao dia 6 de Fevereiro. A lei diz que têm de apresentar num prazo de 20 dias a contar da data da publicação no Jornal da República do decreto presidencial que fixa a data das eleições. Isso quer dizer que esse prazo começou no dia 16 de Janeiro e termina no dia 5 de Fevereiro, mas como o dia 5 de Fevereiro é um domingo, as candidaturas podem ser entregues até segunda-feira, dia 6.
De acordo o presidente do Supremo Tribunal de Recurso, juiz Cláudio Ximenes, “no termo do prazo para apresentação das candidaturas, o Tribunal tem mais dez dias, pelo menos, para decidir e publicar quais são as candidaturas que são efectivamente recebidas e consideradas válidas”. Além de José Luís Guterres, para as eleições presidenciais de Timor-Leste, as terceiras que ocorrem no país, anunciaram já publicamente a sua candidatura Taur Matan Ruak, ex-chefe das Forças Armadas, o presidente do Parlamento, Fernando Lasama de Araújo, apoiado pelo Partido Democrático (PD), Manuel Tilman, deputado, apoiado pelo partido KOTA (União dos Filhos Heróicos da Montanha), Francisco Guterres Lu Olo, apoiado pela Fretilin, e o antigo ministro do Interior Rogério Lobato.
O actual Presidente, José Ramos-Horta, anunciou que é novamente candidato à Presidência da República de Timor-Leste, mas disse que não vai fazer campanha.

Fonte: Jornal de Angola

- Publicidade -
- Publicidade -

Bonga: “Os prémios todos que tenho no estrangeiro, não os tenho em Portugal”

Bonga Kuenda é o semba e a vivência clandestina. Foi nos 'musseques', bairros típicos de Angola que José Adelino Barceló de Carvalho viveu e cresceu,...
- Publicidade -

Governo aceita criar um apoio para que ninguém fique com rendimentos abaixo do limiar da pobreza

Seguem as negociações do Orçamento do Estado para 2021, com várias reuniões marcadas para esta semana com os partidos de esquerda. Esta semana deverão...

Deputado denuncia inércia da Procuradoria do Namibe frente a casos de peculato

O deputado independente Sampaio Mucanda denunciou que vários gestores públicos na província angolana do Namibe envolvidos em casos de peculato não são investigados e...

Banca portuguesa ensombrada com novos despedimentos

A Agência de 'rating' Fitch, no final de Julho, considerava que, face à nova ameaça para o sector bancário português que representa a crise...

Notícias relacionadas

Bonga: “Os prémios todos que tenho no estrangeiro, não os tenho em Portugal”

Bonga Kuenda é o semba e a vivência clandestina. Foi nos 'musseques', bairros típicos de Angola que José Adelino Barceló de Carvalho viveu e cresceu,...

Governo aceita criar um apoio para que ninguém fique com rendimentos abaixo do limiar da pobreza

Seguem as negociações do Orçamento do Estado para 2021, com várias reuniões marcadas para esta semana com os partidos de esquerda. Esta semana deverão...

Deputado denuncia inércia da Procuradoria do Namibe frente a casos de peculato

O deputado independente Sampaio Mucanda denunciou que vários gestores públicos na província angolana do Namibe envolvidos em casos de peculato não são investigados e...

Banca portuguesa ensombrada com novos despedimentos

A Agência de 'rating' Fitch, no final de Julho, considerava que, face à nova ameaça para o sector bancário português que representa a crise...

Mãe é acusada de matar filha ao desligar dispositivo de oxigénio

Elise C. Nelson, de Paynesville, nos EUA, foi acusada de homicídio depois de, supostamente, ter desligado o alarme do dispositivo de monitoramento de oxigénio...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.