- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Regiões Rio Munhino já tem ponte

Rio Munhino já tem ponte

A ponte sobre o rio Munhino, na comuna do Capangombe, município agropecuário da Bibala, norte da província do Namibe, com 55 metros de comprimento, 8,5 de largura e 1,20 m de passeios, foi inaugurada na terça-feira.
Segundo o director provincial do Namibe do Urbanismo, Construção e Ambiente, Carlos Sá, a ponte custou cerca de 90 milhões de kwanzas e tem capacidade para suportar cerca de 100 toneladas de camionagem em movimento.
A ligação foi executada em quatro meses pela empresa chinesa Lei Juan Ca, com material de betão armado em construção convencional, e tem altura suficiente para permitir a passagem das águas nos períodos de enxurradas.
António Gaspar, que falou em nome da comunidade do Munhino, disse que a existência desta ligação põe fim às dificuldades da população na travessia do rio e vai permitir o desenvolvimento socioeconómico da região.
A governadora Cândida Celeste, que procedeu ao corte da fita, afirmou ser um momento de imensa satisfação, por concretizar o sonho da população do município da Bibala, há muito ansiado.

Fonte: Jornal de Angola
- Publicidade -
- Publicidade -

Fernando João: “Perpetuar legado de Neto é responsabilidade colectiva”

Perpetuar o legado de Neto é uma responsabilidade colectiva que deve engajar todos os angolanos, sem excepção, afirmou o secretário de Estado da Juventude,...
- Publicidade -

Activistas detidos em Malanje em greve de fome contra a brutalidade policial

Os 10 activistas detidos na quinta-feira, 17, dia do Herói Nacional, em Calandula, na província angola de Malanje, estão em greve de fome há...

Cabo Verde: “Juízes imunes a toda essa pressão” no caso Alex Saab

O Conselho Superior de Magistratura Judicial garante que os juízes do Supremo Tribunal de Justiça que vão decidir sobre a extradição de Alex...

“A população tem mais medo da polícia do que da Covid-19”, diz activista angolano

A falta de preparação técnica para lidar com o público e actuar com profissionalismo em momentos de tensão é uma das razões apontadas como...

Notícias relacionadas

Fernando João: “Perpetuar legado de Neto é responsabilidade colectiva”

Perpetuar o legado de Neto é uma responsabilidade colectiva que deve engajar todos os angolanos, sem excepção, afirmou o secretário de Estado da Juventude,...

Activistas detidos em Malanje em greve de fome contra a brutalidade policial

Os 10 activistas detidos na quinta-feira, 17, dia do Herói Nacional, em Calandula, na província angola de Malanje, estão em greve de fome há...

Cabo Verde: “Juízes imunes a toda essa pressão” no caso Alex Saab

O Conselho Superior de Magistratura Judicial garante que os juízes do Supremo Tribunal de Justiça que vão decidir sobre a extradição de Alex...

“A população tem mais medo da polícia do que da Covid-19”, diz activista angolano

A falta de preparação técnica para lidar com o público e actuar com profissionalismo em momentos de tensão é uma das razões apontadas como...

Eleições no sul da Nigéria com dois rivais e pandemia em pano de fundo

A Nigéria organiza o seu primeiro escrutínio desde o início da pandemia de Covid-19, para eleger o novo governador do Estado de...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.