InicioAngolaSociedadeDetidos quadros da Educação acusados de desvio de manuais

Detidos quadros da Educação acusados de desvio de manuais

Cinco funcionários da repartição local da Educação foram detidos nos últimos três dias, no município do Cuimba, província do Zaire, pela Polícia Económica, pelo desvio de 1.637 manuais destinados à distribuição gratuita aos alunos.
O director provincial em exercício do Zaire da Polícia Económica, intendente André Hilário Zinga, disse ao Jornal de Angola que os presumíveis infractores foram detidos no quadro de uma campanha de fiscalização que a corporação está a  fazer, para evitar que o material didáctico adquirido com fundos públicos, para distribuição gratuita, seja desviado para venda. Assegurou que os detidos já foram apresentados à procuradoria municipal.
Os manuais foram encontrados em dois lugares diferentes. O primeiro lote estava escondido numa carpintaria de pau-a-pique, pertencente ao cidadão Mena Kifumo, e o segundo foi localizado em casa de Pedro Neves, professor e director pedagógico da escola nº 148, da aldeia do Muene, na comuna da Serra da Canda. André Zinga disse que os acusados não revelaram o destino que pretendiam dar aos manuais, mas a Polícia presume que se destinavam a ser comercializados no mercado informal.
A Polícia Económica vai continuar a trabalhar para desencorajar e reprimir as tentativas de comercializar os manuais escolares.
Do lote apreendido constavam manuais de Matemática, Estudo do Meio, História e fichas de iniciação. Havia, igualmente, livros de leitura, educação manual e plástica, educação moral e cívica, ensino do kikongo e quatro centenas de réguas.

Fonte: Jornal de Angola/Angop

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.