- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Política Ministério das Relações Exteriores homenageia diplomatas

Ministério das Relações Exteriores homenageia diplomatas

Luanda – Uma cerimónia em homenagem aos antigos vice-ministros das Relações Exteriores (Mirex) e diplomatas teve lugar hoje, em Luanda, com o objectivo de realçar o contributo destes para a causa da nação.
Durante o evento, que foi presidido pelo ministro das Relações Exteriores, Georges Chicoti, figuras que passaram pela instituição na qualidade de vice-ministros como França Van-Dúnem, Irene Neto, Sebastião Izata, Domingos Muginga, José Alves Primo, Armando Mateus Cadete e Carlos Alberto Bragança mereceram o reconhecimento do pelouro.
De igual modo, e a título póstumo, foram homenageados os antigos vice-ministros Francisco Romão e Johnny Eduardo Pinock.

A cerimónia serviu ainda para realçar o trabalho e contributo de diplomatas já reformados, falecidos, bem como outros ainda no activo. Entre os distinguidos, a título póstumo, destacam-se Manuel Quarta Punza, Evaristo Domingos Kimba, João Filipe Martins, Eusébio Sebastião Júnior, Domingos Kiosa, Osvaldo de Jesus Serra Van-Dúnem, Henriques Teles Carreira, Simião Cafuche, Aristides Van-Dúnem, João Lourenço Landoite, entre outros.

Na sua intervenção, o ministro Georges Chicoti disse que a cerimónia visa honrar os diplomatas angolanos que em determinada fase da história recente participaram activamente e diligentemente na prossecução da política externa de Angola para consolidar a sua independência e soberania, bem como defender os seus interesses estratégicos, muitas vezes em condições e contextos internacionais difíceis.
Acrescentou que a iniciativa insere-se num conjunto de medidas que o Mirex tomou recentemente para preservar a memória e reconhecer o trabalho daqueles quadros nacionais que emprestaram o seu saber e espírito patriótico na condução de missões diplomáticas ou negociações políticas complexas.
Tudo isso, reforçou, para que Angola conseguisse alcançar a paz e estabilidade e se afirmasse na arena internacional como um estado soberano.
Frisou que foi neste âmbito também que em Novembro último institucionalizou-se o dia do diplomata angolano como uma data de reflexão e de reconhecimento merecido da nação a todos aqueles que, quer no passado, como no presente trabalharam ou trabalham na defesa da diplomacia angolana.
“Nesta ocasião, tivemos também já a oportunidade de prestar homenagem a um primeiro grupo de diplomatas num processo que hoje damos continuidade, uma vez que nós não queremos que a memória de todos aqueles que emprestaram o seu saber no Mirex e para defender os interesses do país sejam esquecidos, mesmo aqueles que já nos deixaram”, referiu.
O ministro acrescentou que escolheu-se este período próximo ao 4 de Fevereiro, porque a data possui um significado importante para a história do país, uma vez que muitos diplomatas dedicaram-se activamente a luta pela independência.
“Pessoas que durante muitos anos lutaram de maneira heróica para que Angola pudesse ser aquilo que ela é hoje”, disse.
Fonte: Angop
- Publicidade -
- Publicidade -

“O Mali está sob o controlo profundamente cerrado das Forças Armadas”

O Presidente de transição do Mali, nos próximos 18 meses, vai ser o coronel na reserva, Bah N’Daw, auxiliado pelo vice-presidente que é o...
- Publicidade -

Dois policiais são baleados durante protestos em Louisville, nos EUA

Nesta quarta-feira (23), dois policiais foram baleados durante protestos em andamento em Louisville, nos Estados Unidos. As manifestações ocorrem após condenação de apenas um...

Justiça alemã abre novo inquérito contra suspeito do desaparecimento de Maddie McCann

O caso Maddie conheceu novos desenvolvimentos no início de Junho, com a identificação de Christian B., 43 anos, um pedófilo reincidente já condenado por...

Chuva deixa destruição na Guiné-Bissau

As chuvas torrenciais que se registaram, nos últimos tempos, na Guiné-Bissau, deixaram marcas de destruição. Da capital, Bissau, ao interior do país, cerca de mil...

Notícias relacionadas

“O Mali está sob o controlo profundamente cerrado das Forças Armadas”

O Presidente de transição do Mali, nos próximos 18 meses, vai ser o coronel na reserva, Bah N’Daw, auxiliado pelo vice-presidente que é o...

Dois policiais são baleados durante protestos em Louisville, nos EUA

Nesta quarta-feira (23), dois policiais foram baleados durante protestos em andamento em Louisville, nos Estados Unidos. As manifestações ocorrem após condenação de apenas um...

Justiça alemã abre novo inquérito contra suspeito do desaparecimento de Maddie McCann

O caso Maddie conheceu novos desenvolvimentos no início de Junho, com a identificação de Christian B., 43 anos, um pedófilo reincidente já condenado por...

Chuva deixa destruição na Guiné-Bissau

As chuvas torrenciais que se registaram, nos últimos tempos, na Guiné-Bissau, deixaram marcas de destruição. Da capital, Bissau, ao interior do país, cerca de mil...

Portugal, país euroafricano

Portugal é há muito um país euroafricano não assumido. Vozes como a da historiadora e professora Isabel de Castro Henriques, que estudam as marcas...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.