- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Angola com três novos navios para vigiar águas territoriais

Angola com três novos navios para vigiar águas territoriais

O Ministério da Agricultura de Angola encomendou três navios para vigilância das águas territoriais do País, em especial para combate à pesca ilegal.

Os navios, construídos na Roménia, foram comprados à empresa Galati Shipyard, num negócio co-financiado pelo governo alemão e o ING Bank.

Angola tem uma extensa costa e uma zona económica exclusiva com enorme riqueza, ainda por aproveitar. Considerado um sector de enorme potencial para o futuro da economia de Angola, a pesca passa assim a ser alvo de maior controlo na protecção de recursos naturais.

O Ngola Kiluange vai ser o primeiro navio a entrar em acção. Tem quase 62 metros de cumprimento e 10 de largura. Com capacidade para 45 pessoas, tem uma velocidade de cruzeiro de 17 nós, cerca de 31,5 quilómetros por hora.
Estas embarcações estão dotadas da mais sofisticadas tecnologias para detectar embarcações e actividades ilegais a qualquer hora do dia, visibilidade ou condições atmosféricas.

Fonte: A Bola

- Publicidade -
- Publicidade -

[Análise] Como estão os líderes empresariais africanos a lidar com a crise do coronavírus?

Pessimismo no futuro imediato, mas confiança no futuro do continente a longo prazo: esta é a conclusão da segunda edição do barómetro sobre o...
- Publicidade -

China garante que OMS deu aval ao uso de vacinas que ainda estão em estudo

As autoridades chinesas dizem que a Organização Mundial da Saúde deu apoio e aceitou a administração de vacinas experimentais que estão a ser desenvolvidas...

Covid-19: Grupo de 34 reclusos infetados foge de prisão no Brasil

Um grupo de 34 presos, infetados com covid-19, fugiu esta terça-feira através de um túnel de uma prisão no Brasil, com graves problemas de...

Zimbabwe aceita devolver terras a fazendeiros brancos

O Governo zimbabweano está a elaborar um plano para possibilitar a devolução, a milhares de fazendeiros brancos, das terras que lhes foram violentamente retiradas...

Notícias relacionadas

[Análise] Como estão os líderes empresariais africanos a lidar com a crise do coronavírus?

Pessimismo no futuro imediato, mas confiança no futuro do continente a longo prazo: esta é a conclusão da segunda edição do barómetro sobre o...

China garante que OMS deu aval ao uso de vacinas que ainda estão em estudo

As autoridades chinesas dizem que a Organização Mundial da Saúde deu apoio e aceitou a administração de vacinas experimentais que estão a ser desenvolvidas...

Covid-19: Grupo de 34 reclusos infetados foge de prisão no Brasil

Um grupo de 34 presos, infetados com covid-19, fugiu esta terça-feira através de um túnel de uma prisão no Brasil, com graves problemas de...

Zimbabwe aceita devolver terras a fazendeiros brancos

O Governo zimbabweano está a elaborar um plano para possibilitar a devolução, a milhares de fazendeiros brancos, das terras que lhes foram violentamente retiradas...

Inacom e parceiros criam plataforma de diálogo

O Instituto Angolano das Comunicações (INACOM), as operadoras e as associações dos consumidores, decidiram, a partir desta quinta-feira, em Luanda, a criação de uma...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.