- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Ciências e Tecnologia Estados Unidos de América desenvolve bala que 'persegue' alvo

Estados Unidos de América desenvolve bala que ‘persegue’ alvo

Os militares dos Estados Unidos estão a desenvolver uma bala que pode corrigir a própria trajetória e “perseguir” o alvo.

O projeto está a ser desenvolvido por uma subsidiária da empresa Lockheed Martin em nome do governo americano, a laboratórios Sandia.

A nova munição usa barbatanas minúsculas para corrigir a trajetória e é capaz de alcançar objetos a cerca de dois quilômetros de distância.

Os testes em protótipos sugerem que a bala tem mais precisão para alvos a distâncias maiores.

Uma empresa de consultoria afirmou que a nova tecnologia pode beneficiar atiradores de elite, mas teme que a bala possa ser usada pelo público.

Sensores e laser

O protótipo que está a ser testado pela companhia Sandia é de uma bala de dez centímetros que inclui um sensor óptico na ponta, para detectar alvos iluminados com laser. Esta informação é processada e usada para mover os motores dentro da bala, que viram as pequenas barbatanas, alterando a trajetória da bala.

“Podemos corrigir (a trajetória) 30 vezes por segundo”, afirmou o pesquisador Red Jones, que participa do desenvolvimento do protótipo.

A equipe de pesquisadores já fez testes com simulação por computador e testes de campo e informou que ainda há “questões de engenharia” para serem resolvidas. No entanto, eles acrescentaram que estão confiantes.

Diferente da maioria das balas usadas atualmente, o protótipo desenvolvido nos Estados Unidos tem seu giro minimizado durante a trajetória e visa funcionar como um dardo.

Os pesquisadores já realizaram testes com a nova bala usando a pólvora já comercializada para outras munições e o projétil alcançou uma velocidade superior ao dobro da velocidade do som (cerca de 731 metros por segundo), o que ainda está abaixo do padrão de velocidade usado pelos militares.

Mas, os cientistas afirmam que é possível aumentar a velocidade da bala usando pólvora fabricada especialmente para esta munição.

Público e militares

Bala que corrige a própria trajetória (Imagem: Sandia)O protótipo tem barbatanas minúsculas para corrigir a trajetória

Em seu site, a Sandia afirma que “clientes em potencial incluem os militares, forças policiais e atiradores por recreação”.

Isto gerou preocupação em alguns analistas do setor.

“Há a conversa de venda (da nova munição) para caçadores por recreação, mas eu imagino que as autoridades poderiam querer limitar o acesso do público a este tipo de tecnologia”, afirmou à BBC Elizabeth Quintana, pesquisadora da consultoria do setor Royal United Services Institute.

“Mas seria útil para forças policiais, particularmente em situações envolvendo reféns”, acrescentou a consultora.

E, para Quintana, a nova munição seria ainda mais útil em campos de batalha.

“Um dos grandes êxitos na Líbia foi a precisão das munições usadas, muito mais alta do que em operações anteriores. 97% das armas da Otan atingiram os alvos dentro de cerca de dois metros. Mas, isto foi conseguido com munição aérea”, disse Quintana.

“(Esta munição) Seria uma revolução para forças terrestres e poderia ajudar a diminuir ainda mais o número de mortos e feridos entre civis em conflitos futuros”, afirmou.

Fonte: BBC

- Publicidade -
- Publicidade -

Heloide dos Prazeres vence Festival da Canção da LAC

“À terceira foi de vez”. Foi com esta máxima que Heloide dos Prazeres, intérprete e autora da canção “Só no Olhar”, exprimiu a alegria...
- Publicidade -

Arménia e Azerbaijão em guerra, Rússia, França e Estados Unidos pedem cessar-fogo

A Arménia declarou a lei marcial e mobilização militar total depois de confrontos com forças do Azerbaijão no enclave de Nagorno-Karabakh, anunciou neste domingo,...

ONG denuncia violência policial contra manifestantes

A polícia angolana confirma que reteve 13 participantes da marcha do desemprego em Luanda, no fim de semana, mas nega agressões. ONG Friends of...

Angola assinala dia nacional do trabalhador da saúde sob protestos da classe

Angola assinalou esta sexta-feira, 25 de Setembro, o Dia Nacional do Trabalhador da Saúde, em homenagem ao médico nacionalista Américo Boavida, que participou...

Notícias relacionadas

Heloide dos Prazeres vence Festival da Canção da LAC

“À terceira foi de vez”. Foi com esta máxima que Heloide dos Prazeres, intérprete e autora da canção “Só no Olhar”, exprimiu a alegria...

Arménia e Azerbaijão em guerra, Rússia, França e Estados Unidos pedem cessar-fogo

A Arménia declarou a lei marcial e mobilização militar total depois de confrontos com forças do Azerbaijão no enclave de Nagorno-Karabakh, anunciou neste domingo,...

ONG denuncia violência policial contra manifestantes

A polícia angolana confirma que reteve 13 participantes da marcha do desemprego em Luanda, no fim de semana, mas nega agressões. ONG Friends of...

Angola assinala dia nacional do trabalhador da saúde sob protestos da classe

Angola assinalou esta sexta-feira, 25 de Setembro, o Dia Nacional do Trabalhador da Saúde, em homenagem ao médico nacionalista Américo Boavida, que participou...

Irão apresenta novo míssil balístico naval com alcance de mais de 700 quilómetros

O novo míssil, chamado Zolfaqar Basir, foi apresentado neste domingo (27) pelo Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica (IRGC, na sigla em inglês). O míssil...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.