Quinta-feira, Fevereiro 2, 2023
6.6 C
Lisboa

Autor angolano na “Antologia Lusófona”

Cinco textos do poeta angolano António Gonçalves foram seleccionado para a IV edição do projecto “Antologia de Poetas Lusófonos”, na qual o autor faz a sua estreia, depois de uma década virado para o mercado latino-americano, informou ontem a Angop.
Apresentado publicamente a 18 deste mês, em Leiria, Portugal, pela Folheto Edições, a colecção reúne trabalhos de 128 poetas, de expressão portuguesa, sendo o autor de “Buscando o Homem” o único angolano.
Segundo o escritor António Gonçalves, que regressou esse ano ao país, depois de uma década ao serviço da diplomacia, em Cuba, a inclusão dos seus textos no projecto abre um novo espaço rumo à reconquista do mercado de língua portuguesa.
“É um projecto importante, que teve o apoio dos presidentes de Portugal e do Brasil. O mesmo visa unir os poetas lusófonos e dá-me a oportunidade de ser reenquadrado no espaço lusófono”, referiu o autor, para quem é importante também lançar a antologia em Angola.
O ex-conselheiro cultural da Embaixada de Angola em Cuba e ex-secretário-geral da União dos Escritores Angolanos informou à Angop que já tem o aval da editora para apresentar a colecção no Instituto Camões, em Luanda, o próximo ano. “A editora portuguesa já concordou que eu apresente a colectânea em Luanda. Foi uma novidade para mim esse interesse pela minha obra. Acredito que consegui cumprir com os requisitos da editora, daí que entro pela primeira vez nesse projecto”, expressou.
De acordo com o prefácio da antologia, a mesma “é mais uma laje na senda do engrandecimento da Língua Portuguesa, tenha ou não almejado um acordo ortográfico”.
“É a continuação do encontro entre diversos poetas de variados e longínquos países, onde a distância é apenas terrena. É a união da língua que consegue galgar todas as barreiras. É nesse horizonte de união, de encontro, que a IV Antologia de Poetas Lusófonos pretende levar mais longe possível as mensagens que os poemas dela transbordam”, lê-se na nota introdutória.

Nascido em 1960, em Luanda, António Gonçalves exerceu a função de secretário-geral da União dos Escritores Angolanos, antes de ser nomeado para funções diplomáticas, em Cuba. Tem 15 livros editados, muitos dos quais em espanhol e publicados apenas para o mercado latino-americano.



Fonte: Jornal de Angola

Fotografia: Jornal de Angola

POSTAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

- Publicidade -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Galaxy S com câmera de 200 megapixels é teste de poder de marca da Samsung

A Samsung Electronics apresentou nesta quarta-feira seus mais recentes smartphones premium dando foco em câmeras poderosas, em um teste...

Artigos Relacionados

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
  • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
  • Radio Calema
  • Radio Calema