Radio Calema
InicioMundoRadicais islâmicos assumem ataques a igrejas na Nigéria

Radicais islâmicos assumem ataques a igrejas na Nigéria

Uma onda de atentados na Nigéria, dois visando igrejas, deixou ao menos 40 mortos neste domingo. O grupo islâmico Boko Haram reivindicou o ataque mais violento, na igreja de Madalla, próximo da capital Abuja, que matou 35 pessoas.

A igreja da cidade de Jos também foi atingida por explosões, matando um policial que vigiava o local. Outro atentado kamikaze deixou 4 mortos na cidade de Damaturu. Mais dois atentados, somando um total de cinco ocorrências, aconteceram no noroeste do país.

Os ataques que foram condenados pelo Vaticano, foram interpretados pelo governo nigeriano como fruto de uma «guerra interna». Na quinta e na sexta-feira, confrontos entre integrantes do Boko Haram e forças do governo fizeram quase uma centena de mortos.

A Alemanha e a França lamentaram o ocorrido. O presidente francês, Nicolas Sarkozy, expressou sua solidariedade “com as autoridades e o povo” no combate ao terrorismo.

Em declaração a Agence France Presse, AFP, o porta-voz da organização radical islâmica assumiu a autoria de todos os atentados dos últimos dias e prometeu continuar com as violências no norte do país. A região de maioria muçulmana é um dos principais centros de atuação do Boko Haram, que defende a criação de um Estado islamita na Nigéria.

Entre os dias 24 e 27 dezembro de 2010, uma onda de ataques dos radicais islâmicos visando igrejas deixou cerca de 86 mortos.

 

Fonte: RFI

Foto: REUTERS/Afolabi Sotunde

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.