Segunda-feira, Fevereiro 6, 2023
11.6 C
Lisboa

Angola poderá contar com novo sistema de televisão digital em 2012

Luanda – Angola poderá contar a partir de 2012 com um novo sistema de televisão digital a ser instalado no quadro da cooperação com Japão, tornando-se no primeiro país africano a beneficiar do mesmo.
Este assunto dominou a conversa que o embaixador do Japão em Angola, Ryozo Myoi, manteve hoje, sexta-feira, com o vice-presidente da República, Fernando da Piedade Dias dos Santos, a quem foi cumprimentar, iniciada a sua missão no país há dois meses.
Em declarações à imprensa, o diplomata garantiu que o projecto já foi aprovado pela organização internacional de telecomunicações, estando apenas a espera do aval do Executivo angolano para o seu arranque, o que na sua óptica, deverá acontecer em 2012.
Disse que este sistema é o mesmo utilizado no Brasil, também instalado pelo Japão, e representa o que de mais avançado há em termos de tecnologia de ponta, na emissão de televisão.
O embaixador não avançou o custo de projecto, mas confirmou que, de um modo global, não é muito oneroso.
Para além deste assunto, disse ter abordado com o vice-presidente questões relacionadas com a necessidade do incremento das relações, uma preocupação apresentada, no seu dizer, por Fernando da Piedade Dias dos Santos, da qual corrobora.
Revelou que neste momento estão a decorrer, já em fase final, as negociações para um acordo de protecção de investimento, um mecanismo encarado como determinante para reforçar a cooperação.
Actualmente existem oito empresas japonesas a operar em Angola, o que para o embaixador é muito baixo, a julgar pela quantidade de empresas japonesas que operam em todo mundo.
Manifestou-se confiante de que este número rapidamente aumentará com a assinatura do referido acordo de protecção de investimento, aventando-se também a entrada no mercado nacional dos grandes bancos do Japão.
Informou que Angola exporta para o Japão cerca de 20 milhões de dólares, através do petróleo, enquanto no sentido inverso, o volume de negócios cifra-se em 200 milhões (através do comércio de carros), no entanto dez vezes mais, um indicador que, segundo Ryozo Myoi, as partes estão a trabalhar para equilibrar.
O interlocutor asseverou que o Japão encara Angola como uma nação promissora, não apenas pelo petróleo, mas também pelo potencial em outras áreas onde o Estado nipónico pretende apostar, como no sector agrícola.
O sistema de televisão digital japonês, denominado ISDB (Serviço Integrado de Transmissão Digital Terrestre) é apontado como o mais flexível de todos por responder melhor a necessidades de mobilidade e portabilidade.
Trata-se da evolução do sistema DVB-T usado pela maioria dos países do mundo, e que vem sendo desenvolvido desde a década de 70 pelo laboratório de pesquisa da rede de TV NHK.
Especialistas consideram o sistema altamente versátil. Além de enviar os sinais da televisão digital ele pode ser empregado em diversas actividades, como: transmissão de dados; receptor para recepção parcial em um PDA e em um telefone celular; recepção com a utilização de um computador ou servidor doméstico; acesso aos sites dos programas de televisão; serviços de actualização do receptor por download; sistema multimédia para fins educacionais.
Fonte: Angop
Foto: Angop

POSTAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

- Publicidade -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Daniel Alves: MP da Espanha é contra liberdade provisória

Disposto a fazer quase qualquer coisa para deixar a prisão de Brians 2, em Barcelona, o lateral direito Daniel...

Artigos Relacionados

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
  • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
  • Radio Calema
  • Radio Calema