Radio Calema
InicioEconomiaFMI libera 2,9 bilhões de euros de empréstimo a Portugal

FMI libera 2,9 bilhões de euros de empréstimo a Portugal

O Fundo Monetário Internacional (FMI) anunciou nesta segunda-feira ter aprovado o depósito de 2,9 bilhões de euros para Portugal. O montante é referente à terceira parcela do empréstimo de 28 bilhões de euros, acordado em maio passado ao país europeu fragilizado pela crise do euro.

Até agora, Lisboa recebeu um total de 13,6 bilhões de euros só do FMI. O país também deve receber em breve 5 bilhões de euros de seus parceiros europeus.

O empréstimo do FMI faz parte de um plano de financiamento internacional orçado em 78 bilhões de euros que será transferido para Portugal em várias parcelas durante os três próximos anos.

O FMI financia cerca de um terço do empréstimo a Portugal, no quadro do Programa de Financiamento Ampliado.

A primeira parcela foi acionada após a assinatura do acordo e a segunda depois de concluída a primeira avaliação da aplicação do Memorando de Entendimento, em Agosto. Desta vez, a ajuda chegou um mês antes do previsto, depois que algumas autoridades insistiram na viabilidade do programa de ajustamento e asseguraram que Portugal não precisa de medidas de austeridade adicionais no curto prazo.

Apesar deste programa de ajuda financeira e das medidas de austeridades que foram colocadas em prática, a economia portuguesa ainda não conseguiu voltar a crescer. O governo prevê mais uma contração do Produto Interno Bruto para 2012.

No entanto, ele se felicitou de ter conseguido reduzir o déficit orçamental para 4,5% do PIB em 2011 (contra 9,8% em 2010), bem abaixo da meta de 5,9% estabelecidos pelos seus financiadores.

 

 

Victória Álvares, em colaboração para RFI

Fonte: RFI

Foto: RFI

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.