Radio Calema
InicioAngolaRegiõesAumentam os índices de produção de banana

Aumentam os índices de produção de banana

Até ao final do ano entram em actividade centenas de hectares para o cultivo da banana e de outros produtos para o consumo

A Caxito Rega, empresa vocacionada para a irrigação do perímetro agrícola do Caxito, vai atingir os 1608 hectares para produção de alimentos revelou ao Jornal de Angola, João Mpilomosi Domingos, presidente do conselho de administração daquela empresa.
A sociedade tem uma área bruta de 4.600 hectares, irriga actualmente 2500 e tem 1.008 a produzir . Até ao final do ano entram em actividade mais 600 hectares para o cultivo de banana, outras frutas e hortícolas. “Desde que a Caxito Rega entrou em funcionamento a 9 de Julho de 2009, as zonas cultiváveis aumentaram regularmente. Destacamos a cultura da banana.
Antes da entrada em funcionamento do perímetro, Benguela praticamente a única grande produtora em conjunto com o Kuanza-Sul. Hoje a província do Bengo é destaque nesta produção por ter surgido o perímetro irrigado”, disse.
João Mpilomosi Domingos informou que “os dados que nós temos do Ministério da Agricultura, indicam que em 2009 a província do Bengo subiu em 17 por cento em produção de banana. Nenhuma outra província subiu mais de cinco por cento.  Hoje  estamos a colocar banana  nos grandes supermercados de Luanda.”
Dos 1008 hectares em produção, 600 são de banana e 408 de hortícolas e outras frutas com destaque para os citrinos. “Os volumes de produção são muito altos. Temos para a  agricultura empresarial 90 toneladas de cultivo de banana por hectare e outras 25 para a  agricultura familiar”, informou. A Caxito Rega tem 370 concessionários, que estão distribuídos por grandes, médios e pequenos empresários: “estamos com 60 por cento dos concessionários a funcionar. Neste momento estamos a fazer uma triagem, para avaliar aqueles que devem continuar,  porque temos agricultores que não fazem absolutamente nada.”

Combate à pobreza

João Mpilomosi Domingos informou que o perímetro capta água do rio Dande e ela corre num canal de 22 quilómetros Kms por gravidade. A água é permanente e o caudal tem uma capacidade de 3, 8 metros  cúbicos por segundo.  É muita água que passa pelo canal e pelas 20 tomadas hidraúlicas. Ela é suficiente para regar nas duas estações do ano os 2,500 hectares.
A Caxito Rega, acompanha o programa de combate à pobreza. Garantir empregos é um dos objectivos da empresa. Conta com 43 postos de trabalho directos, mas tem perspectivas de aumentar. Mas com outras empresas  que operam no perímetro irrigado já  proporcionou 6.000 empregos.
As empresas que estão no projecto de rega são grandes, médias e pequenas e têm absorvido  muitos trabalhadores. “Todos os dias temos quitandeiras à porta da empresa para adquirir produtos. Isto também é uma forma de criar emprego”, afirmou, acrescentando que “Estamos a combater a pobreza ao aumentarmos os índices de produção com produtos de origem nacional,  vendidos a preços baixos. Ao colocarmos alimentos suficientes no mercados estamos a contribuir para a segurança alimentar e melhorar os índices de saúde”, afirmou João Mpilomosi Domingos.
Para o primeiro trimestre de  2012 a Caxito Rega vai pôr em funcionamento a  fábrica agro industrial, para que os empresários  agrícolas que operam no perímetro irrigado  tenham valor agregado da produção. “ Uma das grandes dificuldades de quem trabalha a terra é o escoamento dos propdutos. Com a fábrica agro industrial esse problema fica resolvido”.
A unidade agro industrial vai dar vazão à produção agrícola porque é dotada com linhas para o processamento da banana seca, para a polpa de tomate , tomate enlatado e sumos. “Também está a ser implantado um entreposto de frio, num esforço do Executivo,  para absorver boa parte dos produtos.Se o agricultor não encontra mercado, os produtos perecíveis perdem-se”, disse.

Historial do Canal

O historial do canal de  irrigação do Caxito remonta aos anos 60 quando foi criada a vala  para irrigar o canavial da indústria açucareira. “Esta vala existia para irrigar todo o canavial numa área bruta de 4.600 hectares”, informou João Mpilomosi Domingos.
Novos estudos, nos anos 90, resultaram na criação de um gabinete de desenvolvimento  do perímetro  irrigado do Caxito, mas a produção mudou para hortícolas e frutícolas.
Em 2005, o Executivo reabilitou e modernizou o perímetro e todas as suas  infra-estruturas de rega.
O canal tem outra função para o Caxito: “a cidade inundava constantemente, por força da chuva. Com a adjudicação da obra mexeu-se no dique de contenção, para evitar a penetração das águas nas zonas residenciais. Desde 2009 que as inundações terminaram. Portanto, este projecto, tem dado uma grande ajuda à cidade”, afirmou.

Aproveitamento doméstico

O canal de irrigação atravessa  grande parte da zona  habitacional, mas não foi concebido para uso doméstico. Ele foi concebido para regar culturas no perímetro irrigado do Caxito. “Há um sério problema social que temos que reconhecer. A população não tem como conseguir água. E ao ver que o canal passa próximo das suas casas, deixou de ir ao rio e passou a  consumir água do canal”, sublinha João Mpilomosi Domingos.
As consequências, disse, “não são positivas para a população porque a água que atravessa a cidade não é potável.”
Para o perímetro irrigado, disse o PCA da Caxito Rega, “as consequências negativas são ainda maiores, uma vez que o sabão das lavagens, os resíduos sólidos, os óleos e lubrificantes que entram na água, afectam as plantas”, alerta.
O canal de irrigação do Caxito tem manutenções periódicas desde que entrou em funcionamento . A principal preocupação é evitar que fique assoreado.
“É necessário que se tome medidas urgentes, porque a população nao pode continuar a consumir aquela água não potável, e a produção agrícola não pode parar”.


Guimarães Silva | Bengo

Fonte: Jornal de Angola

Fotografia: Edmundo Eucílio

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.