Quinta-feira, Fevereiro 2, 2023
8.5 C
Lisboa

Zaire aposta na indústria de fosfatos

Equipamento moderno para o tratamento de granitos na fábrica de transformação

O início da produção mineira de fosfatos na Bacia do rio Lucunga, no município de Tomboco, província do Zaire, sob a tutela do Ministério da Geologia, Minas e da Indústria, está previsto para 2014.
O director nacional de Minas, Kavungo Marlon, que anunciou o facto em entrevista ao Jornal de Angola em Mbanza Congo, onde trabalhou durante 72 horas, sublinhou que, de acordo com os resultados dos trabalhos de prospecção técnica efectuados, o arranque decisivo da primeira produção de fosfatos no Zaire poderá acontecer ainda em 2014.
Segundo palavras do director nacional de Minas, a acção preliminar da exploração comercial ocorreu entre 2009 e 2010. O projecto encontra-se na fase de prospecção geológica, para se determinar o potencial económico.
“A ideia primária é de criarmos todas as condições técnicas e geólogas para que na fase de actuação decisiva de implementação, a acção possa avançar sem o registo de constrangimentos de índole técnica e financeira”, explicou Kavungo Marlon. Indagado sobre o investimento, o responsável não especificou o orçamento aprovado para a instalação da indústria de fosfatos, mas adiantou que o projecto consumirá, até à fase conclusiva, “rios e rios” de dinheiro.
“Em Mucula há muita reserva de fosfatos, por isso, decorrem nesta fase trabalhos de perfuração geológica, de 100 em 100 metros, para a recolha das amostras, e mediante os resultados colhidos passar para a fase dos estudos de viabilidade económica, de modo a definir a natureza real do empreendimento”, explicou Kavungo Marlon.

Transformação de granito

 O director nacional de Minas lembrou que, em Setembro último, o secretário de Estado da Indústria, Kiala Gabriel, na companhia da ministra da Cultura, Rosa Cruz e Silva, inaugurou na comuna da Musserra, no município do Nzeto, uma fábrica de transformação de granito em mosaicos e lancis.O Ministério da Geologia e Minas e da Indústria investiu no projecto três milhões de dólares.

As empresas de extracção de material de construção de origem mineira desenvolvem trabalho de apoio à reabilitação da estrada entre o rio Loge e Mbanza Congo.
O director nacional de Minas fez saber ainda que estão em curso os preparativos para o início dos trabalhos de prospecção de potássio e de bauxite, para avaliação das potencialidades mineiras. Segundo Kavungo Marlon, a conclusão dos vários projectos vai valorizar significativamente a província do Zaire, na área económica e social.

Pedra do Feitiço

A comuna da Pedra do Feitiço, no município do Soyo, está englobada nos projectos mineiros da província, onde as empresas concessionárias criam as condições para o arranque da actividade de prospecção.  No município petrolífero do Soyo, está prevista a produção de fertilizantes, com o aproveitamento da ureia e amónia. “Todos estes projectos são de iniciativa privada. Não posso aqui estimar montantes em termos de orçamentos disponibilizados para cada acção, por serem somas avultadas, ainda não especificadas” sublinhou Kavungo Marlon.

João Mavinga | Mbanza Congo
Fonte: Jornal de Angola
Fotografia: Adolfo Dumbo

POSTAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

- Publicidade -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Galaxy S com câmera de 200 megapixels é teste de poder de marca da Samsung

A Samsung Electronics apresentou nesta quarta-feira seus mais recentes smartphones premium dando foco em câmeras poderosas, em um teste...

Artigos Relacionados

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
  • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
  • Radio Calema
  • Radio Calema