Radio Calema
InicioMundoTunísia comemora primeiro aniversário da Primavera Árabe

Tunísia comemora primeiro aniversário da Primavera Árabe

O presidente da Tunísia, Moncef Marzouki (no centro) durante cerimônia em Sidi Bouzid.

Os tunisianos celebram neste sábado, 17 de dezembro, o aniversário de um ano do começo da Primavera Árabe. Milhares de pessoas se reuniram na cidade de Sidi Bouzid, onde o jovem Mohamed Bouazizi se suicidou, dando início ao movimento popular que derrubou o presidente Bem Ali e criou uma verdadeira revolução pró-democracia na região.

Os manifestantes vieram de várias partes do país para a cidade que se tornou símbolo do início da Primavera Árabe. “Obrigado a essa terra, que foi marginalizada durante séculos, por ter devolvido a dignidade ao povo tunisiano”, declarou o presidente do país, Moncef Marzouki, durante a celebração.

Sidi Bouzid entrou para a história em 17 de dezembro de 2010 quando, em um ato de desespero, Mohamed Bouazizi se matou ateando fogo ao próprio corpo. O rapaz de 26 anos se suicidou em frente a prefeitura, em sinal de protesto contra a apreensão feita pela polícia das frutas e legumes que ele vendia sem licença nas ruas da cidade. O gesto do vendedor ambulante foi o estopim de manifestações que tomaram conta do país e resultaram na queda do presidente Zine El Abidine Ben Ali, que estava no poder a 23 anos. A revolução inspirou os países da região que também sofriam com regimes autoritários, como o Egito e a Líbia, que também conseguiram derrubar seus ditadores.

Para marcar o primeiro aniversário da revolução, um monumento em homenagem a Mohamed Bouazizi foi inaugurado. Bandeiras tunisianas e retratos do rapaz enfeitam toda a cidade e a cerimônia está sendo transmitida ao vivo pela televisão nacional.
 

Fonte: RFI

Foto: Reuters

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.