Terça-feira, Fevereiro 7, 2023
9.3 C
Lisboa

Ministro anuncia correcções ao processo de actualização

Ministro Bornito de Sousa está satisfeito com os números alcançados até ao momento e promete mais trabalho no próximo ano

O processo de actualização do registo eleitoral vai beneficiar de correcções em 2012 para se evitarem problemas registados este ano e permitir maior adesão à campanha, garantiu, em Luanda, o ministro da Administração do Território.
Bornito de Sousa, que fez a revelação numa visita às brigadas de recenceamento, afirmou que houve pessoas que manifestaram preocupações, quer no Ministério, quer nas redes sociais, sobre as condições de acesso ao registo, a quem são devidos pedidos de desculpa e de compreensão por incómodos causados.
Nos últimos dias, referiu, houve um grande afluxo de pessoas aos postos e as brigadas estão muito cheias, o que era previsível pois à medida que atingimos a data limite aumenta o número dos que se vão registar. Quanto a problemas técnicos, reconheceu roturas em algumas impressoras, mas garantiu que a situação que está ser resolvida.
O ministro anunciou que o número de registos até ao momento no país ultrapassa os 4,7 milhões, acima das expectativas, o que demonstra que os resultados do processo referente à fase de 2011 são “bastante bons”, apesar das debilidades registadas no início.
O vice-ministro Adão de Almeida declarou, na terça-feira, a jornalistas, que visitaram as instalações do gabinete de processamento de dados do Ministério da Administração do Território, que o número de novos registos superara todas as previsões:
“A nossa previsão era de 360 mil novos registos e já estamos em 450 mil”. Sobre a distribuição por províncias, referiu que em 12 já havia mais de 60 por cento do número de eleitores registados na base de dados de 2008, noutras, metade e que apenas em duas, entre as quais Luanda, não tinham sido ultrapassados os 40 por cento. O vice-ministro afirmou esperar que, entre 5 de Janeiro a 15 Abril, o número de actualizações e de novos registos aumente.
Adão de Almeida disse que os números verificados “são bastante positivos e espelham claramente a tendência crescente do processo”, que vão ser postas em funcionamento mais 120 brigadas que se juntam às 406 e ao sistema móvel de registo e actualizações. O processo de actualização, alertou, revela uma alteração considerável em algumas províncias, que vai ter reflexos na projecção de todo o acto eleitoral. Tem havido uma mobilidade considerável de cidadãos de uma província para outra, cujos casos mais relevantes são os da Lunda-Norte e da Lunda-Sul, em que os dados mostram haver menos eleitores do nas eleições de 2008.

Fonte: Jornal de Angola

Fotografia: José Soares

POSTAR COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

- Publicidade -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Rosa Parks, ícone do movimento negro nos EUA

Em 1955, ativista entrou para a história ao se negar a ceder seu lugar no ônibus para um homem...

Artigos Relacionados

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
  • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
  • Radio Calema
  • Radio Calema